Saque emergencial do FGTS deve ser feito até dezembro; veja o calendário

Trabalhadores que possuem conta vinculada ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço possuem dois meses para sacar até R$1.045

Trabalhadores que possuem conta vinculada ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) possuem dois meses para sacar até R$1.045. Assim, o prazo final é até 31 de dezembro. Então, o saque emergencial está sendo permitido fora das regras legais do FGTS devido à pandemia.

Como está funcionando o saque emergencial do FGTS?

A liberação do FGTS aos trabalhadores foi uma das ações do governo para minimizar os impactos da pandemia. Assim, aqueles que possuem carteira assinada podem sacar até R$ 1.045 de contas vinculadas ao fundo. Portanto, a liberação dos vai de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

Em primeiro lugar, a Caixa Econômica Federal deposita o dinheiro em sua poupança social digital no Caixa Tem, e depois há a liberação da transferência ou saque dos valores. Em suma, todos os valores já foram depositados em conta, faltando apenas a liberação para saques e transferências para os nascidos em novembro e dezembro. Quando o valor já estiver na poupança social, então, o trabalhador já pode usar para pagar contas e realizar compras.

Dessa forma, o trabalhador que não tiver interesse em receber o saque emergencial do FGTS poderá solicitar o cancelamento do benefício. Assim, sem nenhuma perda, o dinheiro voltará integralmente à conta do FGTS. Entretanto, o trabalhador que não desejar o saque emergencial do FGTS não deve fazer nenhuma movimentação. Além disso, a Caixa também informou que se não houver movimentação na conta até o dia 30 de novembro o valor será devolvido ao Fundo, podendo ser sacado até 31 de dezembro. 

Para ter acesso ao valor, é importante que o trabalhador tenha os dados cadastrais atualizados no aplicativo FGTS. Também é possível solicitar a abertura da poupança social digital no app. O usuário pode consultar os valores de forma simples pelo aplicativo ou site.

Calendário de pagamentos

O calendário de pagamentos já está na rodada final dos ciclos, faltando apenas dois pagamentos. Assim, aqueles que já receberam:

  • Nascidos em janeiro receberam o crédito em conta em 29 de junho, com liberação de saques e transferências em 25 de julho;
  • Nascidos em fevereiro receberam o crédito em conta em 6 de julho, com liberação de saques e transferências em 8 de agosto;
  • Aqueles nascidos em março receberam o crédito em conta em 13 de julho, com liberação de saques e transferências em 28 de agosto;
  • Nascidos em abril receberam o crédito em conta em 20 de julho, com liberação de saques e transferências em 5 de setembro;
  • Nascidos em maio receberam o crédito em conta em 27 de julho, com liberação de saques e transferências em 19 de setembro;
  • Aqueles nascidos em junho receberam o crédito em conta em 3 de agosto, com liberação de saques e transferências em 3 de outubro;
  • Nascidos em julho receberam o crédito em conta em 10 de agosto, com liberação de saques e transferências em 17 de outubro;
  • Nascidos em agosto receberam o crédito em conta em 24 de agosto, com liberação de saques e transferências em 17 de outubro;
  • Aqueles nascidos em setembro receberam o crédito em conta em 31 de agosto, com liberação de saques e transferências em 31 de outubro;
  • Nascidos em outubro receberam o crédito em conta em 8 de setembro, com liberação de saques e transferências em 31 de outubro.

Aqueles que ainda terão a liberação do saque emergencial do FGTS:

  • Nascidos em novembro receberam o crédito em conta em 14 de setembro, e terão liberação de saques e transferências em 14 de novembro;
  • Nascidos em janeiro receberam o crédito em conta em 21 de setembro, e terão liberação de saques e transferências em 14 de novembro de julho.

 

Leia também:

Saque emergencial do FGTS: última liberação acontece em novembro

FGTS e PIS para quem é MEI? Veja em que situações receber

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.