Nota fiscal do MEI em SP: veja o passo a passo para emitir

Não basta apenas abrir o CNPJ MEI para estar apto a emitir nota fiscal, o empreendedor deve pedir autorização ao órgão responsável em sua localidade.

Ao prestar um serviço ou vender um produto para uma empresa, o MEI deve emitir nota fiscal. Os microempreendedores individuais que atuam em São Paulo, conseguem emitir notas fiscais a partir do site da Nota do Milhão. Mas antes disso, devem fazer um cadastro no site da prefeitura e criar uma senha de acesso. Neste caso, a emissão de nota fiscal do MEI em SP é válida para os prestadores de serviço.

O MEI é obrigado a emitir nota fiscal?

O microempreendedor individual tem a obrigação de emitir nota fiscal ao vender produto ou prestar serviço para uma pessoa jurídica, uma empresa. Com exceção nos casos em que o destinatário emitir nota fiscal de entrada. Ao passo que, quando a venda ou serviço for designado a uma pessoa física, a emissão de nota fiscal é opcional.

Nota-se também que, o MEI não é obrigado a emitir a Nota Fiscal Eletrônica – NF-e ao realizar vendas interestaduais.

Além disso, é possível registrar as notas fiscais do MEI a cada mês em um formulário simplificado. Trata-se do Relatório de Receitas Brutas Mensais, disponível no Portal do Empreendedor. O empreendedor deve guardar as notas fiscais de suas compras e vendas por ao menos cinco anos, contando a partir da data de emissão.

O que o MEI precisa para emitir nota fiscal?

Não basta apenas abrir o CNPJ MEI para estar apto a emitir nota fiscal. O empreendedor deve pedir autorização ao órgão responsável em sua localidade. Dessa forma, o procedimento pode mudar de acordo com o município do cidadão.

De modo geral, o MEI que presta serviços deve pedir autorização para a Secretaria da Fazendo Estadual ou para a Secretaria da Fazenda Municipal.

No caso da nota fiscal do MEI em SP, o prestador de serviços deve emitir por intermédio da prefeitura. Já quem vende mercadorias deve emitir a nota fiscal eletrônica por meio do governo do estado.

Quais os tipos de nota fiscal?

Há alguns tipos de nota fiscal disponíveis para o microempreendedor individual. São elas: Nota Fiscal Avulsa (NFA), Nota Fiscal Avulsa Eletrônica (NFA-e), Nota Fiscal eletrônica (NFe) e Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFE-e). Conheça as características de cada uma:

  • Nota Fiscal Avulsa (NFA): nessa modalidade a nota fiscal é impressa e pode ser usada nos casos em que a nota fiscal é opcional. O procedimento para emissão varia de acordo com cada estado, ao passo que alguns não permitem nota fiscal de bloco, dando prioridade ao modo eletrônico e redução de consumo de papel.
  • Nota Fiscal Avulsa Eletrônica (NFA-e): tem a mesma utilidade da Nota Fiscal Avulsa, mas é disponibilizada em formato digital.
  • Nota Fiscal eletrônica (NF-e): trata-se do modelo que substitui o tradicional, mas emitido de maneira digital, obedecendo as regras do estado. Pode ser usada no caso de venda de produtos.
  • Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NFE-e): é a nota no formato digital destinada ao registro de serviços prestados, a emissão está relacionada ao município.

Passo a passo para emitir nota fiscal do MEI em SP

O microempreendedor individual que atua em São Paulo deve verificar se emitirá suas notas fiscais por meio da prefeitura ou do Governo. Para quem presta serviços, a solicitação será realizada na prefeitura, já para quem vende produtos e mercadorias o pedido é através do governo.

Então confira o passo a passo para emitir a nota fiscal do MEI em SP, neste caso a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e). Para realizar o procedimento é importante ter dados como: CPF, RG, endereço completo, telefone de contato e e-mail. Além de dados do MEI, como é o caso de: CNPJ, razão social e nome fantasia.

O primeiro passo é solicitar a “Senha Web” que nada mais é do que uma senha eletrônica que possibilita o acesso aos serviços da Prefeitura de São Paulo. Para gerar a senha, o empreendedor deve entrar no site da prefeitura e clicar em “Solicitar Senha” na seção destinada à Senha Web. Dessa forma, será necessário preencher um cadastro e emitir um formulário de Solicitação de Desbloqueio.

Senha Web

Em seguida, o empreendedor deve confirmar a sua Senha Web. Para isso, pode acessar o Portal SP156, fazer um cadastro e enviar os documentos solicitados. É possível também fazer a confirmação de modo presencial, em uma Praça de Atendimento das Subprefeituras, ou em unidade do Descomplica.

Na próxima etapa para conseguir emitir nota fiscal MEI em SP, o empreendedor deve configurar a sua Senha Web para o seu CNPJ, afinal ela foi criada a partir do CPF. Para isso, deve-se acessar o site da prefeitura e entrar novamente no processo de solicitação de Senha Web. Desta vez, uma nova parte estará disponível para preenchimento.

Depois disso, o MEI deve configurar a emissão da NFS-e no portal da Nota do Milhão. Desse modo, a orientação é entrar no site da a Nota do Milhão e acessar o sistema. Ao entrar, deve-se preencher o perfil MEI e solicitar o desbloqueio da emissão de nota fiscal MEI SP.

Nota do Milhão

Ao fazer esses passos, o MEI já estará liberado para emitir sua nota fiscal. Então, ao prestar um serviço, o mesmo deverá abrir o site da Nota do Milhão e acessar o sistema. Após isso, indicar o CNPJ e a Senha WEB , bem como clicar no item de “Emissão de NFS-e” no menu da esquerda. Feito isso, basta preencher os campos do formulário e emitir a nota fiscal.

 

Leia também:

É autônomo? Aprenda a abrir MEI gratuitamente em 2021

Descubra como alterar dados do MEI pela internet

Conheça opções de crédito para MEI e saiba como solicitar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes