Por que a vitória do Flamengo sobre o Bahia valeu mais que três pontos

Virada épica sobre o Bahia recoloca o Flamengo na briga pelo título do Brasileirão, e atitude de Gerson serve de exemplo contra o racismo

A vitória do Flamengo por 4 a 3 sobre o Bahia no último domingo (20), no Maracanã, valeu mais do que três pontos na tabela do Brasileirão. Afinal, o rubro-negro mostrou força, ganhou moral e entrou de vez na briga pelo título, com direito a golaços e duas viradas. Por outro lado, a arbitragem polêmica e a denúncia de racismo contra o jogador Índio Ramírez, do Bahia, mancharam um dos melhores jogos do campeonato.

Flamengo x Bahia: virada com um a menos

Foi daquelas viradas de campeão, para fazer jus ao bordão “deixaram o Flamengo chegar”. Quando Bruno Henrique abriu o placar com um golaço logo aos cinco minutos de partida, parecia que seria fácil. Mas, apenas quatro minutos depois, Gabriel Barbosa foi expulso por xingar o árbitro Flavio Rodrigues de Souza.

Ainda assim, mesmo com um a menos, o Flamengo aumentou a vantagem com Isla, e encerrou o primeiro tempo com 2 a 0 contra o Bahia. No intervalo, o técnico Mano Menezes conseguiu motivar os jogadores tricolores, que voltaram com tudo para o segundo tempo. No entanto, aquela seria a última “bronca de vestiário” do treinador no clube baiano.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em menos de dez minutos após a volta do intervalo, o Bahia virou o jogo contra o Flamengo. A reação começou com Índio Ramírez, que mais tarde se destacaria por outro motivo. O atacante Gilberto marcou mais duas vezes, uma delas em um golaço de fora da área.

Flamengo mostra força mental

Jogadores do Flamengo comemoram gol contra o Bahia
Alexandre Vidal/Flamengo

Com um a menos, o Flamengo estava nas cordas. Mas, depois de sofrer uma virada, mostrou força mental e muita raça para buscar o resultado. O jogo mudou quando Rogério Ceni tirou Arrascaeta e colocou Pedro. O atacante diminuiu com um gol de peito e, em seguida, deu um toque de letra que deixou Vitinho na cara do gol para assegurar a vitória aos 45 minutos do segundo tempo.

“Deixaram chegar” na classificação?

Com o resultado contra o Bahia, o Flamengo chega aos 48 pontos, mas tem m jogo a menos que o líder São Paulo, que soma 53. Os dois times vão se enfrentar na última rodada do Brasileirão, no dia 24 de fevereiro, em um confronto que pode ser a decisão do campeonato. Pelo que o mostrou na virada contra o time baiano, o rubro-negro não vai desistir tão fácil de buscar o bicampeonato. Afinal, já está fora das disputas da Libertadores e da Copa do Brasil.

Gerson contra o racismo

Depois da partida, o volante Gerson, do Flamengo, explicou aos repórteres o motivo de ter se envolvido em uma confusão com jogadores do Bahia no começo do segundo tempo. De acordo com ele, o meia-atacante Índio Ramírez, do Bahia, cometeu injúria racista ao falar “cala a boca, negro”. Gerson também criticou a postura de Mano Menezes, que minimizou a acusação na hora da briga, dizendo que era “malandragem” do jogador rubro-negro.

Gerson, do Flamengo, em ação contra o Bahia
Alexandre Vidal/Flamengo

Em seguida, nas redes sociais, Gerson postou um desabafo contra o racismo. “O ‘cala boca, negro’ é justamente o que não vai mais acontecer”, escreveu o volante rubro-negro. “Não me calaram na vida, não me calaram em campo e jamais vão diminuir a nossa cor”, completou.

O árbitro Flavio Rodrigues de Souza afirmou que “este suposto ato não foi percebido por nenhum membro da arbitragem”. No entanto, a CBF já pediu à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a abertura imediata de uma investigação.

O Bahia, por sua vez, anunciou o afastamento de Índio Ramírez até a apuração dos fatos. Segundo o clube, o atleta nega ter cometido racismo. “O clube entende, porém, que é indispensável, imprescindível e fundamental que a voz da vítima seja preponderante em casos desta natureza”, informou em nota. O técnico Mano Menezes foi demitido após a partida, mas não ficou claro se foi por causa do resultado ou da postura em relação à ofensa contra Gerson.

Situação do Bahia

Com a derrota de virada para o Flamengo nos minutos finais, e com um jogador a mais, o Bahia se complica na briga contra o rebaixamento. O clube ficou com o mesmo número de pontos do Vasco, que abre o grupo dos ameaçados com 28 pontos. No entanto, por ter uma vitória a mais, o tricolor se garante fora da zona da degola por pelo menos mais uma rodada. O próximo jogo é contra o Internacional, em Salvador, no dia 27. Já o vice-líder Flamengo encara o Fortaleza fora de casa no dia 26.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes