Djokovic vai jogar o Australian Open 2022? Entenda a polêmica

Atleta segue treinando em Melbourne, na Austrália, após incidente envolvendo o seu visto

Nos últimos dias, Novak Djokovic, o tenista número 1 do mundo, viu o seu nome estampar as manchetes dos jornais pelo mundo depois de ficar detido por ter o seu visto suspenso pelas autoridades da Austrália. Com isso, a dúvida se o atleta vai disputar ou não o Grand Slam permanece. Saiba qual é a situação de Djokovic e se o sérvio vai jogar ou não o Australian Open em 2022.

Djokovic vai jogar o Australian Open 2022?

Enquanto a novela envolvendo Djokovic e as autoridades australianas continuam, o Australian Open –  o primeiro Grand Slam da temporada no tênis -, divulgou os cabeças de chave do torneio, com início na próxima segunda, 17 de janeiro de 2022.

Djoko foi confirmado pela organização do evento por ser o cabeça de chave número 1 da edição no masculino por ser o primeiro também no ranking mundial. Pelo feminino, Ashleigh Barty é quem encabeça a lista. O sorteio das chaves será na sexta-feira, 14 de janeiro.

Após apelar para as autoridades locais, o sérvio ganhou na Justiça o direito de entrar no país e de jogar o Australian Open este ano mesmo com a possibilidade de ser deportado em aberto.

Confira todos os cabeças de chave do Australian Open em 2022:

MASCULINO:

1. Novak Djokovic (SER)
2. Daniil Medvedev (RUS)
3. Alexander Zverev (ALE)
4. Stefanos Tsitsipas (ALE)
5. Andrey Rublev (RUS)
6. Rafael Nadal (ESP)
7. Matteo Berrettini (ITA)
8. Casper Ruud (NOR)
9. Felix Auger-Aliassime (CAN)
10. Hubert Hurkacz (POL)
11. Jannik Sinner (ITA)
12. Cameron Norrie (ING)
13. Diego Schwartzman (ARG)
14. Denis Shapovalov (CAN)
15. Roberto Bautista Agut (ESP)
16. Cristian Garin (CHI)
17. Gael Monfils (FRA)
18. Aslan Karatsev (RUS)
19. Pablo Carreno Busta (ESP)
20. Taylor Fritz (EUA)
21. Nikoloz Basilashvili (GEO)
22. John Isner (EUA)
23. Reilly Opelka (EUA)
24. Daniel Evans (ING)
25. Lorenzo Sonego (ITA)
26. Grigor Dimitrov (BUL)
27. Marin Cilic (CRO)
28. Karen Khachanov (RUS)
29. Ugo Humbert (FRA)
30. Lloyd Harris (RSA)
31. Carlos Alcaraz (ESP)
32. Alex de Minaur (AUS)

 

FEMININO:

1. Ashleigh Barty (AUS)
2. Aryna Sabalenka (BLR)
3. Garbiñe Muguruza (ESP)
4. Barbora Krejcikova (REP)
5. Maria Sakkari (GRE)
6. Anett Kontaveit (EST)
7. Iga Swiatek (POL)
8. Paula Badosa (ESP)
9. Ons Jabeur (TUN)
10. Anastasia Pavlyuchenkova (RUS)
11. Sofia Kenin (EUA)
12. Elena Rybakina (KAZ)
13. Naomi Osaka (JPN)
14. Simona Halep (ROU)
15. Elina Svitolina (UCR)
16. Angelique Kerber (ALE)
17. Emma Raducanu (ING)
18. Coco Gauff (EUA)
19. Elise Mertens (BEL)
20. Petra Kvitova (CZE)
21. Jessica Pegula (EUA)
22. Belinda Bencic (SUI)
23. Leylah Fernandez (CAN)
24. Victoria Azarenka (BLR)
25. Daria Kasatkina (RUS)
26. Jelena Ostapenko (LAT)
27. Danielle Collins (EUA)
28. Veronika Kudermetova (RUS)
29. Tamara Zidansek (SLO)
30. Camila Giorgi (ITA)
31. Marketa Vondrousova (CZE)
32. Sara Sorribes Tormo (ESP)

Entenda a polêmica envolvendo Djokovic na Austrália

Para disputar o Australian Open, todos os tenistas devem estar vacinados, como manda o regulamento do torneio e principalmente o das autoridades do país. Entretanto, Djokovic resolveu desafiar as leis ao viajar para disputar o Grand Slam sem o comprovante de vacinação.

Em 4 de janeiro, Djokovic postou nas redes sociais uma foto no aeroporto garantindo que estava com uma autorização de exceção para disputar os jogos. Trata-se de uma isenção médica que garantia que o astro poderia disputar o torneio mesmo sem a vacina contra a Covid-19 por testar positivo recentemente.

No entanto, ao aterrissar em Melbourne, teve a entrada negada pelas autoridades. Primeiro, ficou detido no aeroporto por mais de 10 horas por interrogatório, até ser transferido para o Park Hotel, local onde ficam refugiados e presos políticos. O tenista não ganhou a primeira apelação na Justiça e acabou detido no hotel até esperar pela resolução no caso, tendo o visto suspenso.

Na segunda-feira, 10 de janeiro, os advogados do sérvio entraram novamente na Justiça para garantir o direito de permanecer no país e disputar o Campeoanto. Com provas e documentos, ele ganhou a apelação e, então, está disponível para jogar o Australian Open. Porém, segundo informações do portal UOL, o ministro de Imigração da Austrália, Alex Hawke, vai brigar para deter o visto de Djokovic. Se isso acontecer, ele ficará por mais de três anos sem entrar no país.

Enquanto aguarda pelo desenrolar da história, o sérvio segue treinando normalmente na Rod Laver Arena, em Melbourne. Em publicação nas redes sociais na última segunda-feira (10/01), agradeceu a decisão do juiz por o liberar.

 

Estou satisfeito e grato que o juiz anulou o cancelamento do meu visto. Apesar de tudo o que aconteceu, quero ficar e tentar competir @AustralianOpen Eu continuo focado nisso. Eu voei aqui para jogar em um dos eventos mais importantes que temos diante de fãs incríveis. 

Por enquanto, não posso dizer mais nada, mas OBRIGADO a todos por estarem comigo durante tudo isso e me encorajar a permanecer forte”.

djokovic australian open 2022
Djokovic publicou foto em treinamento nas redes sociais. Foto: Reprodução / Instagram @DjokerNole

Quando vai ser o Australian Open 2022?

O Australian Open tem início em 17 de janeiro de 2022, segunda-feira, seguindo até o dia 30 do mesmo mês em Melbourne, na Austrália, com as finais do masculino e feminino. Em meio a novos casos de Covid-19, a competição promete seguir todos os protocolos de segurança para evitar maiores complicações com os envolvidos.

Os horários dos jogos, no entanto, serão opostos aos do Brasil uma vez que a diferença de horário com a Austrália é de 13 horas. Por isso, se o confronto acontecer pela tarde ou a noite em Melbourne, será transmitido pela manhã no Brasil.

O Australian Open é sempre o primeiro dos quatro Grand Slam na temporada de tênis. A etapa de qualificação ocorre entre 10 e 14 de janeiro para definir quais serão as atrações principais nas categorias.

Trinta e dois atletas serão cabeças de chave, considerados os mais fortes, anunciados pela entidade. Isso acontece para separar os melhores jogadores, de forma que eles não se encontrem nas primeiras rodadas. O primeiro e o segundo são colocados em extremos opostos, para que os dois melhores não possam se encontrar antes da final.

A competição apresenta as categorias simples masculino e feminino, mistos, duplas masculinas, femininas e mistas, juniores, cadeirantes, cadeira de rodas quádrupla e lendas masculinas e femininas. Cada uma tem o seu modelo de competição e números de participantes. No simples masculino e feminino, as principais categorias tem 128 atletas, 16 qualificados e 8 pela repescagem em melhor de cinco sets.

Três rodadas são feitas até a definição das oitavas de final, quartas, semifinais, e a tão esperada final.

Onde assistir o Australian Open?

No Brasil, os amantes do tênis poderão acompanhar a competição através do canal ESPN, da rede Disney, disponível em operadoras por assinatura, e também no Star +, serviço de streaming da emissora. Dessa maneira, para adquirir as transmissões você deve entrar em contato com a operadora que oferece os serviços.

 

Leia também

Repescagem para a Copa do Mundo 2022: confrontos e datas

Você pode gostar também
buy cialis online