Fim de uma era? Barrichello comemora que vai receber vacina primeiro

Brincadeiras com Rubinho, são comuns na internet brasileira; no entanto, embora não goste dos memes, até o ex-piloto da Fórmula 1, caiu na brincadeira, dessa vez.

O piloto Rubens Barrichello animou a internet com um meme nesta quarta-feira (16). Por meio de uma rede social, ex-piloto de Fórmula 1, que possui residência nos Estados Unidos, brincou com o fato de que será um dos primeiros brasileiros a receber a vacina contra a Covid-19. O meme com Rubinho, sempre brinca que  ele é lento e está ‘atrasado’.

A postagem dizia: “Rubinho Barrichello mora nos EUA e vai se vacinar antes de você”. O atleta ainda então completa com “fim de uma era de piadas #chupa mundo”.

Postagem de Rubinho no stories do Instagram
Postagem de Rubinho no stories do Instagram (Imagem: Reprodução/ Instagram @rubarrichello)

+ Santos x Grêmio: jogo define 2º brasileiro na semifinal; veja onde assistir

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Entenda o motivo dos memes com Barrichello

Recordista de GPs, com mais de 320 largadas na história, Rubinho é um dos maiores pilotos da categoria. No entanto, o brasileiro nunca foi campeão de uma temporada da Fórmula 1. Em 18 anos, Barrichello chegou a ser vice em 2002 e 2004, por isso, os memes com Rubinho zoam o piloto dizendo que ele é lento. As brincadeiras viraram marca no Brasil, e é comum ver várias pessoas zoando com Barrichello .

O brasileiro correu por seis anos na Ferrari. Na equipe italiana, ele tinha como parceiro Michael Schumacher. Principalmente nesse período, Rubinho foi alvo de muitas piadas por ficar muitas vezes atrás do alemão nas corridas.

Atualmente com 48 anos, Rubinho namora a jornalista Paloma Tocci, de 38 anos. Embora não esteja mais na F1, o piloto ainda corre na Stock Car.

Meme do Rubinho é sucesso na internet brasileira, embora o piloto não goste muito da brincadeira
Meme do Rubinho é sucesso na internet brasileira, embora o piloto não goste muito da brincadeira (Imagem: Reprodução/Internet)

Vacina contra Covid-19

Nos Estados Unidos, a população já começou a receber vacinas contra a Covid-19. Entretanto, no Brasil, o Ministério da Saúde dividiu a imunização dos grupos prioritários em quatro fases. O processo deve demorar cerca de quatro meses, mas após a vacinação desses grupos, começa a campanha nacional para todas as outras pessoas menos vulneráveis.

A previsão é de que a imunização seja concluída no Brasil em cerca de 16 meses. No mundo, o vírus já tirou a vida de cerca de 1,6 milhão de cidadãos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes