Flamengo bate Barcelona-EQU por 2 a 1 pela Libertadores e supera desfalques

Com a vitória o rubro-negro alcança nove pontos na competição e elimina os equatorianos do torneio. O triunfo ganha traços diferentes para os cariocas visto que sete jogadores importantes foram identificados com o novo coronavírus e não foram a campo.

Com gols de Pedro e Arrascaeta, o Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 1 no Estádio Monumental de Guayaquil pela quarta rodada da fase de grupos da  Copa Libertadores da América. Com a vitória o rubro-negro alcança nove pontos na competição e elimina os equatorianos do torneio. O triunfo ganha traços diferentes para os cariocas visto que sete jogadores importantes foram identificados com o novo coronavírus e não foram a campo.

Como foi o primeiro tempo do Flamengo?

Com o zagueiro Thuller improvisado na lateral-direita, o Flamengo se comportou bem durante a primeira etapa de jogo. Lateral de origem, João Lucas, recuperado de lesão, seguiu para o confronto; todavia, chegou com apenas três horas antes da bola rolar e iniciou entre os suplentes.

Com 11 desfalques, além da surpresa opção por Thuller na direita, o Flamengo conseguiu marcar logo aos seis minutos de partida. Gerson arrancou pela ponta direita, serviu Pedro que atuou no lugar do lesionado Gabigol; o centroavante dominou e bateu de direita, a bola passou entre as pernas do goleiro adversário e morreu no fundo das redes. Flamengo 1×0 Barcelona de Guayaquil.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com a improvisação de Thuller, Everton Ribeiro passou a recompor defensivamente sem a bola, ao passo que tinha mais liberdade criativa no ataque, visto que Thuller restringiu-se a atuar apenas no setor defensivo do campo, recompondo e por muitos momentos atuando como terceiro-zagueiro ao lado de Léo Pereira e Rodrigo Caio.

No meio, Arão, Thiago Maia, Gerson e Arrascaeta conseguiram impor ritmo de jogo, bem como trocar passes rápidos, próximos e em transição. Com a liberdade na frente, além de não correr riscos na defesa, o Flamengo postou-se confortável na partida.

Sem marcar um único ponto até a quarta rodada, o Barcelona buscava, sem sucesso as jogadas de transição ataque-defesa, barradas ainda no setor de meio-campo.

Aos 26, após cobrança de lateral de Thuller, Pedro acionou Everton Ribeiro que lançou Arrascaeta dentro d área adversaria para ampliar o placar para o Flamengo.

Após o segundo gol, o Flamengo seguiu tranquilo, e trocando passes seguros, ao passo que o adversário buscava chegar em jogadas isoladas pelas pontas do gramado.

Everton Ribeiro disputa bola com adversário
(Foto:Staff Images/Conmebol – reprodução)

Como foi o segundo tempo?

Na volta do intervalo, o Flamengo buscou se comportar do mesmo modo que encerrou a primeira etapa. Lançou-se ao ataque no início do tempo complementar e foi surpreendido logo aos três minutos de jogo. Após belo lançamento de Arroyo, Colman escora para Martinez que diminuiu o placar de jogo. Flamengo 2×1 Barcelona.

Precisando do resultado, os donos da casa conseguiram equiparar as ações de jogo, contudo, subiam para o ataque de forma desorganizada, bem como cediam espaços aos rubro-negros.

A tônica do jogo seguiu a mesma ate os instantes finais de partida, com o Flamengo controlando o jogo, assim como vencendo a partida.

Próximo jogo do Flamengo

O Flamengo entra em campo no próximo domingo (27) contra o Palmeiras. Partida fora de casa pelo Campeonato Brasileiro. Todavia, o clube já comunicou a CBF que ira solicitar o adiamento do jogo em virtude dos casos de COVID-19 no elenco.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes