Fórmula E: onde assistir e como funciona a nova casa de Giovinazzi

Alfa Romeo anunciou a saída de Antonio Giovinazzi para contratar Guanyu Zhou

O italiano Antonio Giovinazzi não corre mais pela Fórmula 1. Depois de três temporadas, o piloto foi desligado da Alfa Romeo e anunciado minutos depois pela Dragon, equipe da Fórmula E para 2022. Conheça a Dragon Racing e saiba como funciona a categoria.

Giovinazzi vai correr a Fórmula E em 2022

As equipes da Fórmula 1 já definiram quem serão os seus pilotos na temporada que vem. O italiano Antonio Giovinazzi, no entanto, ficou fora da lista de competidores depois que a Alfa Romeo, time ítalo-suíço, optou por desligar o piloto e contratar o chinês de 22 anos, Guanyu Zhou, para fazer companhia ao finlandês Valtteri Bottas.

Com o anúncio da troca na principal liga do automobilismo, os fãs e torcedores mostraram-se estarrecidos com a decisão. Porém, minutos depois, Giovinazzi , anunciou que está de casa nova e que, em 2022, irá disputar a Fórmula E, ou seja, categoria de automobilismo da FIA com carros monopostos elétricos, com a Dragon.

O italiano será colega do brasileiro Sérgio Sette Câmara, que também foi confirmado pela Dragon como o piloto da temporada que vem.

Nas redes sociais, tanto a marca como o piloto postaram a novidade aos seguidores. Confira a seguir o anúncio de Giovanizzi.

 

Vai ser emocionante, vai ser um desafio, vai ser…… eletrizante !!!!!! Mal posso esperar para começar esta nova aventura, vamos nos divertir juntos, como sempre”.

Giovinazzi fórmula e
Anúncio nas redes sociais de giovinazzi. Foto: reprodução instagram

Como funciona a Fórmula E?

A Fórmula E, também organizada pela FIA (Federação Internacional do Automóvel), é uma liga de automobilismo com carros monopostos elétricos. Assim como a F1, a competição também é realizada ao redor do mundo. Ao todo, são 12 equipes com 24 pilotos onde cada time tem dois representantes.

Em cada etapa realizada durante os sete meses, os pilotos ganham pontos de acordo com as suas posições. Ao fim, o participantes que acumular mais pontos é o grande vencedor do Mundial da Fórmula E. Voltas mais rápidas no treino classificatório, na corrida e a pole position também dão pontos adicionais.

No E-Prix, são realizados dois treinos livres de 30 minutos. Depois, o treino classificatório é divididos em dois grupos de 8, avançando para quartas de final, semifinal e a final onde o vencedor é o pole position depois de conseguir a volta mais rápida. O vice-colocado é o segundo lugar no grid, os semifinalistas terceiro e quarto e assim sucessivamente.

No domingo, a corrida do E-Prix dura 45 minutos onde quem cruzar a linha de chegada é o vencedor. Porém, para dar mais emoção, a Fórmula E disponibiliza o modo ataque e fanboost (votado por torcedores), cargas extras de velocidade para os pilotos utilizarem caso queiram abusar da rapidez nas pistas.

Um título é entregue ao piloto campeão no Mundial ao fim da temporada e outro para a equipe que marcar mais pontos, semelhante à Fórmula 1. Por fim, a primeira edição aconteceu em 2014 quando Nelson Piquet Junior, filho do tricampeão mundial da Fórmula 1, Nelson Piquet, venceu.

Qual o motor da Fórmula E?

Os carros da Fórmula E são elétricos, ou seja, não tem o mesmo alcance de velocidade e rapidez que as máquinas da liga principal tem. Entretanto, os carros da FE são altamente sustentáveis, já que foram idealizados pela FIA com a exata ideia desde o início, não fazendo qualquer tipo de barulho.

Na Fórmula E os chassis, pneus (18 polegadas feitos sob medida da Michelin) e as baterias são iguais para todos, enquanto cada equipe cuida do seu motor e câmbio. Os pilotos possuem a opção do Modo Ataque durante a corrida, ou seja, uma dose de 30 kW a mais de potência. Os carros só podem ser carregados entre sessões e durante os treinos.

Os motores contam com 250 kW de potência, acelerando de 0 a 100 km por hora em três segundos, além de atingir uma velocidade máxima de 280 km.

Giovinazzi fórmula e
Carros são elétricos na fórmula e. Foto: abb fia formula e world championship / @fiaformulae

Quando começa a temporada 2022 da Fórmula E?

A nova temporada da Fórmula E começa em 28 de janeiro com a Etapa ePrix de Daria, na Arábia Saudita. Porém, os testes começam entre os dias 29 de novembro e 02 de dezembro de 2021.

Em 2021, o piloto da Mercedes, Nyck De Vries, venceu a Fórmula E ao atingir 99 pontos, com sete de vantagem ao segundo colocado.

 

  • ePrix de Daria – 28 e 29 de janeiro
  • ePrix de México – 12 de fevereiro
  • ePrix da China – 19 de março
  • ePrix da Itália – 9 de abril
  • ePrix de Monaco – 30 de abril
  • ePrix de Berlim – 14 de maio
  • ePrix do Canadá – 02 de julho
  • ePrix dos Estados Unidos – 16 e 17 de julho
  • ePrix de Londres (Reino Unido) – 30 e 31 de julho
  • ePrix da Coréia do Sul (Seoul) – 13 e 14 de agosto

Onde assistir a Fórmula E?

O canal Fox Sports, disponível em operadoras por assinatura, é a emissora responsável pelas transmissões da Fórmula E na televisão fechada, presente nas mais variadas TVs por diferentes pacotes.

Porém, na televisão aberta, o canal da Cultura exibe de graça para todo o Brasil nos horários determinados da corrida o calendário da Fórmula E. Outra opção é o Star +, serviço de streaming da Disney, também disponível por assinatura no site oficial (www.starplus.com) ou aplicativo.

 

Leia também:

Qual é a fortuna de Lewis Hamilton, piloto da Fórmula 1? 

Você pode gostar também