Conheça 10 jogadores com passagens por Atlético de Madrid e Barcelona

Em clima de clássico espanhol, veja dez jogadores que vestiram duas das camisas mais pesadas do futebol internacional

Atlético de Madrid e Barcelona possuem um grande, forte e sério histórico de rivalidade no futebol, conhecido por torcedores ao redor do mundo. Mas, mesmo com as adversidades em campo, eles ainda possuem algo muito semelhante: ambos compartilharam muitos jogadores em seu plantel.

Ademais, conheça dez jogadores que defenderam tanto Barcelona quanto Atlético de Madrid.

Histórico de confrontos entre Atlético de Madrid e  Barcelona

Ao todo, são 235 jogos entre os dois times espanhóis. Ademais, o Barcelona é quem leva a melhor na disputa. Segundo dados do site oGol, são 106 vitórias para a equipe da Catalunha, 56 empates e 73 triunfos para o time da capital.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O último confronto aconteceu no dia 30 de junho, pela 33ª rodada da temporada 2019/20 da La Liga, no Campo Nou, com o placar de 2 a 2 .

Bernd Schuster

O meia alemão deixou a sua marca no futebol espanhol. Além de defender Atlético e Barcelona, Schuster também conta com uma peculiaridade: jogou no Real Madrid.

Sua jornada começou em 1980, integrando o elenco do Barça. Lá, destacou-se, sendo um dos principais elos no meio de campo. Mas, oito anos depois, transferiu-se para o Real, permanecendo dois anos. Em 1990, foi para o clube colchonero.

Dos três, o jogador foi mais vitorioso no time catalão, participando de oito conquistas, sendo assim, títulos nacionais até internacionais.

Barcelona Oficial
Barcelona Oficial

Sergi Barjuán

O espanhol iniciou sua carreira nas categorias de base do Barcelona, mas somente em 1993 foi promovido até a equipe principal. Ao todo, o lateral conquistou  dez títulos.

Em 2002, Sergi chegou ao time de Madrid, onde permaneceu até 2005, aposentando-se com a camisa vermelha e branca.

barcelona atlético de madrid
Barcelona Oficial

Luis García Sanz

Formado nas categorias de base da Catalunha, o atacante aposentou-se da carreira de jogador em 2004, tendo passado por Valladolid, Tenerife, Toledo, Liverpool, Racing, Panathinaikos, Puebla, Pumas e, claro, Atlético de Madrid.

Estreou em 1998 na equipe do Barcelona. Entre esse meio tempo, passou por diferentes equipes da Espanha por empréstimo, incluindo o Atlético de Madrid, em 2002. No ano seguinte, retornou ao Barcelona, onde teve uma excelente temporada. Entretanto, acabou sendo vendido para o Liverpool um ano depois.

Luis jogou novamente pelo Atleti em 2007, onde ficou por dois anos.

Site Luis García Sanz Oficial

Nano

Fernando, hoje em dia, não joga mais futebol. Todavia, tem seu nome cravado na história de cada um destes times. Em 1999, integrou o elenco do Barça, permanecendo até 2003, quando inesperadamente dirigiu-se até o rival.

No Atlético, Nano jogou até a temporada de 2005, saindo para o também espanhol Getafe.

Facebook Reprodução

 

Thiago Motta

Único brasileiro da lista, Thiago não apresentou desempenho fenomenal no futebol espanhol, outrossim, destacando-se na Itália e França.

Primeiramente começou na base do Barcelona. Então, em 2001, conseguiu o seu espaço no titular. O meia participou da conquista de títulos, contudo, não teve participação direta em nenhum deles.

Mas, em 2007, aceitou a proposta do Atlético de Madrid, onde vestiu a camisa vermelha por um ano.

Twitter GuiaFutebolPlus / @GuiaFutebolPlus

Simão Sabrosa

O atacante português fez seu nome no Sporting. Dessa maneira, conseguiu que o grande Barcelona o contratasse em 1999. Porém, suas atuações em campo foram apagadas e, assim, retornou ao seu país de origem.

Em 2007, o Atlético de Madrid repatriou o jogador. Lá, ele conseguiu de fato retornar ao seu alto padrão, saindo apenas em 2011.

Sabrosa
Twitter Sabrosa Oficial

David Villa

No Barcelona, Villa possui status de ídolo. Conquistou Champions League, taças nacionais e até Mundial. Em 2010, integrou o elenco do Barça, entretanto, a princípio, o atleta surgiu no Sporting da Espanha enquanto garoto.

Em 2013, passou a fazer parte do Atleti, mas durou apenas um ano. Além disso, Villa faz parte da Seleção Espanhola campeã do Mundo em 2010.

Barcelona Oficial
Barcelona Oficial / @FCBarcelona

Arda Turan

O turco viveu grandes momentos na equipe colchonera. Lá, atraiu holofotes para si e mostrou suas principais habilidades como atacante, como o incrível faro para gol.

Arda tornou-se jogador do Atleti em 2011, depois de uma longa jornada no Galatasaray.  Ao todo, foram quatro taças na Espanha e uma Liga Europa.

Com a confirmação de transferência de Arda para o Barcelona em 2015, os torcedores revoltaram-se, considerando a ação uma traição. Contudo, o atacante não teve bom desempenho e foi forçado a sair.

Turan Atléti de Madrid
Atlético de Madrid Oficial / @Atleti

Antoine Griezmann

Uma das mudanças que mais chamaram a atenção no mundo da bola com certeza foi a de Griezmann.

Depois de longos anos defendendo o Real Sociedad, o francês foi contratado, em 2014, para ser o astro do time de Madrid. Jogando na capital, ele atingiu grandes patamares com boas atuações.

Foi aí que o cenário mudou. Depois de cinco anos, Antoine foi anunciado inesperadamente pelo time culé, custando milhões aos cofres do Barcelona. Isso deixou muitos torcedores furiosos. Sobretudo, até então, não vem apresentando o futebol que era esperado.

Griezzmann Atlético de Madrid
Atlético de Madrid / @Atleti

Luis Suárez

Depois de seis temporadas, conquistar 13 títulos e fazer parte do trio mais eficientes, com Lionel Messi e Neymar, o MSN, o uruguaio decidiu transferir-se para o rival Atlético este ano, principalmente pelo fato de seu rendimento ter caído bastante no último ano.

Suárez chegou ao Barça em 2014, depois de uma boa jornada pelo Liverpool. Lá, sempre será considerado ídolo.

luis suárez
Miguel Ruiz – FC Barcelona
Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes