Dívidas e gastos exorbitantes: entenda a crise no Barcelona

Com resultados inesperados nos últimos anos, a crise financeira vem afetando o clube também dentro de campo

Sem dúvida, o Barcelona é considerado um dos maiores clubes de futebol do mundo. Com 122 anos, grandes jogadores deixaram o seu nome marcado na história do esporte, criando memórias e transformando o time da Catalunha em uma das maiores potências. Entretanto, os últimos anos não tem sido fácil para o Barcelona. Inúmeras crises e problemas extracampo acabam refletindo em campo. Assim, entenda como o time chegou a essa situação.

A crise no Barcelona

O fator econômico é o que deu início aos problemas no Barcelona. Contratações exuberantes, salários altos, dívidas, gastos excessivos e má-administração entram no pacote. Para piorar a situação, a pandemia do coronavírus impediu os jogos no Estádio, o que era generosa fonte de renda para os clubes.

Em entrevista ao jornal Marca, da Espanha, o vice-presidente econômico de Barcelona, ​​Jordi Moix, confirmou que na última temporada o clube fechou com um prejuízo de 97 milhões de euros, principalmente pelos problemas causados com a pandemia do coronavírus, além de gastos anteriores.

Ex-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu. (Miguel Ruiz – FC Barcelona)

Em setembro do ano passado, o atual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, renunciou ao cargo. Criticado por torcedores, a gestão do ex-presidente foi desastrosa e gerou a atual situação econômica delicada que vive o clube. Com as eleições chegando, sócios e membros do clube esperam que tudo se ajeite o mais rápido possível.

Além disso, a possível saída de Lionel Messi, um dos maiores ídolos do clube, ao fim da temporada também preocupa a gestão e os torcedores do Barcelona.

Sucessivas eliminações na Champions League

- PUBLICIDADE -

Tudo começou na temporada 2016/17 quando o time culé foi desclassificado pela Juventus nas quartas de final com o placar agregado de 3 a 0.

No ano seguinte, um dos maiores vexames recentes. Nas quartas de final, venceu o primeiro jogo contra a Roma por 4 a 1. No segundo, o resultado de 3 a 0 deu a classificação para o time italiano. O episódio rendeu muitas críticas ao clube espanhol.

Leia também

Barcelona perde para o Sevilla no jogo de ida da semi da…

Em duelo com Messi, Cristiano Ronaldo faz 2 de pênalti

Em 2019, o Barça chegou até as semifinais da competição depois de passar por Lyon e Manchester United. Então, contra o Liverpool no jogo de ida enfiou três gols. Mas na volta perdeu de goleada, 4 a 0, e foi desclassificado.

Mas com certeza a crise explodiu mais ainda depois da eliminação para o Bayern de Munique pela semifinal da Champions na temporada 2020. Em jogo único devido as mudanças realizadas pela pandemia, o time alemão goleou o clube da Catalunha por 8 a 2. Assim, depois do fatídico episódio, o Barcelona pareceu ter perdido o status de time competitivo, além de dar início a mais problemas no elenco, como a saída de grandes medalhões e a possível perda de seu grande astro: Lionel Messi.

Agora, pelo jogo de ida nas oitavas de final da temporada 2020/21, o Barcelona tomou 4 a 1 do PSG no Camp Nou, deixando ainda mais evidente a fragilidade da equipe e a sucessão de erros.

Messi pode deixar o Barcelona

- PUBLICIDADE -

Esta foi a manchete em jornais esportivos em agosto do ano passado. A insatisfação do argentino ficou ainda mais evidente depois dos vexames com Liverpool, Bayern de Munique e a saída do grande amigo Luís Suarez para o Atlético de Madrid. Além disso, segundo o jornal Olé, da Argentina, o jogador teria enviado comunicado à diretoria oficializando sua decisão.

Entre idas e vindas, Messi comunicou em setembro que permaneceria no Barcelona. Em entrevista ao site Goal, falou sobre a multa rescisória de 700 milhões de euros e que tentou uma rescisão unilateral, mas sem sucesso. A partir daí, decidiu ficar por simplesmente não querer enfrentar uma batalha judicial “clube que amo”,  disse.

O que esperar para o Barcelona no futuro?

Tudo pode começar a mudar com as eleições para a presidência do clube, que acontece no dia 7 de março. Assim, espera-se que um novo comandante possa traçar rumos diferentes ao time, começando pela questão financeira.

Agora, jogando a Champions League, Copa do Rei e Campeonato Espanhol, a esperança é que o time se recupere e busque pelo menos um título na temporada.

 

História do Barcelona: o clube que revolucionou o futebol

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes