Liga das Nações: 10 jovens jogadores para você ficar de olho

Com a competição chegando, confira dez jovens jogadores que prometem mostrar bom futebol e conquistar protagonismo nas equipes

A Liga das Nações, competição que reúne as mais diversas seleções europeias, está de volta neste fim de semana. Faltando duas rodadas para terminar a fase de grupos, as equipes entram em campo para definir os rumos da próxima fase e, além disso, quem sobe e quem desce.

Cada vez mais, os países investem nas categorias de base para que jovens atletas realizem grandes feitos, inclusive o de defender a camisa de sua pátria. Muitos destes entrarão em campo este fim de semana. Conheça dez destes jogadores que prometem brilhar na Liga das Nações e tomar o protagonismo nos próximos anos.

João Félix – Portugal

O atleta do Atlético de Madrid tem apenas 21 anos, mas já possui muita experiência e qualidade nos pés. Começou no Porto, em sua terra natal, chegando ao Benfica em 2016, ainda na equipe jovem.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em 2018, conseguiu a primeira oportunidade no time principal, e foi aí que ganhou os holofotes. João chegou a receber propostas de grande clubes como Real Madrid e Barcelona, mas foi o Atlético de Madrid quem encheu os olhos do garoto.

Desde então, são quarenta e seis partidas e 16 gols pelo time espanhol e, além disso, seu desempenho com a camisa vermelha e verde contém 10 jogos no time principal, e quatorze no sub-18 e 20.

amistoso internacionais
Foto: Atlético de Madrid Oficial

Timo Werner – Alemanha

O alemão de 24 anos atualmente defende o Chelsea, da Inglaterra. Formou-se na base do Stuttgart, da Alemanha. Entretanto, foi jogando pelo RB Leipzig que ganhou destaque internacional.

Werner é conhecido principalmente pela inegável e eficaz pontaria de gols. Pelo Leipzig, foram 95 gols. Vestindo a camisa de seu país, foram 13 diante de trinta e três partidas.

Foto: Chelsea Twitter / @ChelseaFC

Jadon Sancho – Inglaterra

Com apenas 20 anos, Sancho é o queridinho da torcida do Borussia Dortmund. Mas nem sempre foi assim.

Jadon chegou a base do Manchester City em 2015, onde passou pelo time sub-20, sendo trinta e cinco partidas com o uniforme azul. Ainda assim, o jogador não foi chegou até o elenco principal.

Por outro lado, a diretoria do Dortmund ficou de olho e, em 2017, repatriou o jovem para as terras alemãs. E deu certo. Hoje, Sancho é o principal e um dos melhores jogadores do time, com cento e oito jogos, 36 gols e 47 assistências.

Pela Seleção Inglesa, conseguiu o seu espaço cedo. No time titular, anotou 2 gols em quatorze partidas.

liga das naçoes
Foto: Borussia Dortmund Oficial

Marcus Thuram – França

Thuram já possui muitas conquistas mesmo com 23 anos. O atacante nasceu na Itália, porém, se naturalizou francês.

O FC Sochaux, da França, tratou de utilizar o atleta nas equipes juvenis logo cedo. Thuram chegou ao time titular em 2015, mas com o bom desempenho, transferiu-se para o Guingamp dois anos depois.

Entretanto, foi no Borussia Monchengladbach, em 2019, que o rapaz conseguiu o tão merecido reconhecimento. No time alemão, são setenta e dois jogos com 17 gols. O bom rendimento em campo lhe rendeu convocações para a Seleção da França, estreando na última quarta (11) diante da Finlândia.

Foto: Borussia Twitter / @Borussia

Nicolò Barella – Itália

O italiano  de 23 anos é uma das grandes promessas do país. Logo cedo, integrou os times jovens do Cagliari. Mas, em 2016, por empréstimo, foi para o Como. Em 2019, começou a trilhar o seu caminho na Inter de Milão, onde permanece até hoje.

Pelo time da capital italiana, são cinquenta e um jogos com 4 gols, sendo o principal jogador do meio de campo.  Entretanto, na Seleção da Itália, o jogador veste a camisa da Azzura desde 2012, quando tinha apenas 15 anos. Na Liga das Nações, Barella deve ser o elo principal entre o meio de campo e o ataque.

Foto: Inter Twitter / @Inter

Frenkie de Jong – Holanda

Jogador do Barcelona, o meia de 23 anos ganhou a primeira chance na Seleção da Holanda em 2018 e desde então é considerado peça chave no meio de campo.

De Jong começou nos clubes de seu país, o Willem e Ajax, onde conquistou a primeira chance profissional. Foi no Ajax, principalmente durante a boa campanha dos holandeses na UEFA Champions League em 2018/19, que chamou a atenção do Barcelona, clube em que atua hoje.

Mas, diferente do que mostra em campo no espanhol, atuando pela Holanda o meia brilha e com certeza não será diferente na Liga das Nações.

Foto: Barcelona Twitter /FCBarcelona

Alexander Isak – Suécia

Diretamente do país nórdico, Isak tem 21 anos mas já mostra uma carreira promissora, já que boa parte da campanha excepcional do Real Sociedad nesta temporada, líder da La Liga, também é mérito seu.

Pelo time espanhol, atingiu a marca de 17 gols em cinquenta e quatro partidas, incluindo torneio nacional e internacionais, como a Liga Europa.

Conta com força, habilidade, velocidade e técnicas necessárias para ser considerado o sucessor de Ibrahimovic na Seleção da Suécia, onde contribuiu com dezessete partidas e 5 gols.

Foto: Real Sociedad Twitter

Nikola Vlašić – Croácia

O meia de 23 anos defende o CSKA Moscou, mas possui em seu currículo passagem pelo Everton, da Inglaterra, e Hajduk Split, time formador.

Com oitenta e quatro jogos e 27 gols, o croata ganhou a titularidade por ser criativo e ao demonstrar habilidade e grande poder de finalização em favor aos russos. Além disso, Vlasic também possui popularidade na Seleção da Croácia, com quatorze jogos e 4 gols.

Liga das Nações
Foto: PFC CSKA Moscow / Twitter

Erling Haaland – Noruega

Você com certeza já deve ter ouvido falar em Haaland, a máquina de gols do Borussia Dortmund. Aos 20 anos de idade, o norueguês já atingiu marcas incríveis.

Haaland deu os primeiros passos na carreira de jogador de futebol em seu país, no Bryne FK e Molde. Em 2019, vestiu a camisa do RB Salzburg, ganhando atenção global primordialmente pelo bom desempenho na Champions League. No ano seguinte, o alemão Dortmund fisgou o garoto.

Não há dúvidas de que irá brilhar nestas duas rodadas da Liga das Nações.

haaland
Foto: BlackYellow Twitter / Borussia Dortmund

Dominik Szoboszlai – Hungria

Responsável pela classificação de seu país para a Eurocopa 2021, já que marcou o gol da virada nos minutos finais diante da Islândia, Szoboszlai tem muito a oferecer nesta Liga das Nações.

Mesmo em disputa pela Liga B, a Hungria vem com tudo no grupo 3 buscando subir para a elite da competição.

Dinâmico em campo, Dominik iniciou nas categorias de base em clubes húngaros como Videoton Jgd  e MTK Budapest. Atualmente, defende o RB Salzburg, da Áustria, sendo titular no elenco. São setenta e quatro jogos com 22 gols marcados.

Foto: UEFA EURO TWITTER

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes