É possível prever os movimentos do mercado? Veja como a Análise Técnica funciona

Análise técnica é um dos temas mais debatidos em mercados financeiros, e desperta a curiosidade de muitos. Afinal, é possível prever os movimentos através do gráfico e histórico de cotações?

Análise técnica é o estudo dos dados históricos de negociação em ações, fundos, moedas e commodities. De fato, a média móvel é o indicador mais conhecido, porém existem vários. Deste modo, o objetivo da análise gráfica é encontrar padrões que se repetem ao longo do tempo.

É correto afirmar que não existe uma fórmula mágica para prever movimentos de mercado. Rigorosamente falando, nenhum dos 10 investidores de maior sucesso na história utilizam como principal base a análise técnica. Por que então os gráficos fazem tanto sucesso entre os investidores?

Como funciona a análise técnica de investimentos?

A análise técnica utiliza gráficos e indicadores para buscar padrões e tendências, independente do horizonte ou ativo em questão. Desta maneira, faz parte deste arsenal a análise gráfica, que busca padrões nas figuras formadas pelas cotações.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Desta forma, a análise técnica é baseada no histórico de negociação, ou seja, o passado. Diante disso, seu objetivo é detectar padrões que usualmente se repetem ao longo do tempo, criando registros de tendências de alta ou queda nas cotações.

Nesse sentido, a análise técnica independe do nível de conhecimento do funcionamento do ativo em questão, seja ele ações de empresa, ouro, fundos negociados em bolsa, moedas, ou derivativos. Como resultado, isto vale tanto para as corretoras tradicionais, quanto as exchanges de criptomoedas.

Para que serve a análise gráfica?

A análise gráfica é um segmento da análise técnica, e ambos buscam padrões que refletem a psicologia do mercado. Deste modo, sinais que no passado foram seguidamente encontrados em momentos de queda são considerados negativos. O oposto ocorre em padrões que se repetiram em momentos de alta.

Nesse aspecto, é correto afirmar que a análise técnica busca repetições, indicações de tendências, ou quebra das mesmas, conhecido como reversão. Desta maneira, a análise gráfica não busca prever o futuro, já que estes sinais dependem da psicologia do mercado no atual momento.

A princípio, é possível que uma mesma figura, ou indicador, seja interpretado de forma diferente por dois ou mais analistas. Isso se dá por conta de mudanças no prazo de análise, ou até mesmo o viés atual de mercado.

Diferença para a análise fundamentalista

O investidor que segue a análise técnica tenta evitar ler o noticiário, ou até mesmo justificativas para altas e quedas recentes. Este modelo de análise assume que toda a informação disponível no mercado já foi precificada. Deste modo, não é possível obter lucros tentando antecipar acontecimentos.

Em contrapartida, o analista fundamentalista considera primordialmente o cenário macroeconômico, notícias relevantes, além do próprio desenvolvimento do ativo.

No entanto, as diferentes vertentes de análise não são excludentes. Nesse aspecto, é possível utilizar um mix destes modelos, podendo inclusive variar de acordo com cada ativo.

Principais indicadores de análise técnica

Médias móveis

Sem  dúvidas o indicador mais conhecido. Basicamente é a média da cotação dos dias anteriores, caminhando conforme avança o gráfico. Deste modo é possível saber se a cotação de determinado momento está acima ou abaixo da média dos períodos anteriores. gráfico com indicador de análise técnica de média mível Note no gráfico acima como a média móvel (linha laranja) atua como um teto em períodos de queda, porém inverte-se em momentos de alta. Neste caso, a sua tendência é funcionar como um piso na cotação.

Bandas de Bollinger

Este indicador criado por John Bollinger na década de 80 é muito utilizado até hoje. Seu principal diferencial é prover bandas de alta e baixa em torno da média móvel. No entanto, essas faixas podem se alargar ou afinar conforme a volatilidade (variação histórica) do ativo. 

gráfico com análise técnica das bandas de bollinger

Perceba no gráfico acima como o indicador aproveita a média móvel, a linha central do canal, para estabelecer as áreas prováveis de movimentação. Alguns analistas afirmam que quando o ativo está na banda superior, está em tendência de alta, e o oposto quando se encontra na banda inferior.

No vídeo abaixo o pessoal do Mercado Bitcoin explica como usar a análise técnica para melhorar seus trades.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes