Bitcoin ainda vale? Quais as vantagens e os riscos após a alta

Forte valorização da criptomoeda alavancou os investimentos. Vale investir em Bitcoin agora?

O Bitcoin quebrou a barreira dos US$ 18 mil (mais de R$ 70 mil) e bateu seu recorde de preço em Reais (R$). Desse modo, atingiu seu maior valor desde dezembro de 2017, estendendo sua forte alta em 2020. A criptomoeda teve sua demanda impulsionada por sua qualidade percebida como proteção de inflação e expectativas maior de aceitação popular.

Porém, a elevação naturalmente gera cautela. Será que vale a pena investir agora? O valor pode cair do mesmo jeito que subiu? Vamos ver alguns pontos sobre esse momento do mercado.

Recuperação impressionante

A alta impressiona pela rapidez com que a pioneira entre as criptomoedas se recuperou do tombo que a pandemia do novo coronavírus causou nos mercados financeiros. Dessa maneira, agora está a apenas um passo de seu recorde histórico de quase 20 mil dólares, que aconteceu no final de 2017. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

gráfico da cotação do Bitcoin em Reais

Segundo dados da exchange Mercado Bitcoin, a moeda abriu 2020 valendo R$ R$ 29.400, e, no auge dos temores com a pandemia, em 12 de março, desceu para R$ 20.510.

Claramente, o mercado está cheio de otimismo em relação ao Bitcoin recentemente. Afinal, os investidores institucionais, sobretudo nos Estados Unidos, estão começando a colocar mais dinheiro no segmento. Isto está naturalmente elevando o preço da moeda virtual. 

No entanto, de acordo com o sentimento atual do mercado, é necessário fazer um julgamento objetivo sobre a natureza do criptoativo e seus riscos. Dessa forma, evitando fazer investimentos e decisões de negociação errados sob a influência de emoções. 

De onde vêm o valor do Bitcoin?

Enquanto as moedas físicas, como o Real, o Dólar e o Euro, têm seu curso assegurado pelo governo, o Bitcoin é utilizado de forma livre por seus usuários. Sua cotação é definida pelo interesse dos participantes no mercado através da negociação. 

É por isso que o Bitcoin é fundamentalmente diferente das moedas fiduciárias de governos. Esta também é a razão pela qual alguns fundos de investimento convencionais não aceitam a criptomoeda em sua carteira. Alguns investidores e gestores acreditam que o Bitcoin não tem valor algum, sendo meramente resultado de especulação.

Na comparação com o ouro, existem semelhanças entre eles. Por exemplo, o fato de ambos serem limitados, fáceis de dividir e transportar, além de nunca se desgastar. Acrescente-se que estes não dependem da coordenação de uma organização ou conglomerado.

Diferenças entre ouro e Bitcoin

Em liquidez e divisibilidade, o Bitcoin acaba sendo superior ao ouro. Porém, a criptomoeda é muito menos aceita no mercado como garantia de operações. Afinal, o ouro tornou-se um valor reconhecido mundialmente na atividade econômica humana. Assim sendo, tem sido usado como meio de troca durante a maior parte da história. 

Em tempo de uso, o Bitcoin tem pouco mais de dez anos, mas sua aceitação no mercado tem sido muito rápida. A recente ascensão da moeda virtual aumentou ainda mais a aceitação, especialmente após a entrada da gigante Paypal de pagamentos digitais.

Riscos e vantagens da criptomoeda

Na questão risco, no longo prazo, o Bitcoin enfrenta a concorrência de outros ativos digitais. Entre os criptoativos digitais atuais, por exemplo, existem as stablecoins, cujo valor é pareado ao dólar em função de lastro. O vídeo abaixo explica as vantagens de negociar USD Coin (USDC).

Portanto, pode-se argumentar que o Bitcoin compete mais diretamente com o ouro do que com os demais criptoativos. Porém, é preciso entender alguns outros fatores que causaram a disparada do valor da criptomoeda antes de investir.

Ainda vale comprar Bitcoin após a alta?

Certamente há um fluxo positivo que dá espaço para a continuação do movimento de alta. Isso porque um maior número de instituições financeiras convencionais começou a entrar no espaço de criptoativos. 

Os investidores no mercado dos Estados Unidos também começaram a ter uma visão mais positiva do Bitcoin. Em resumo, grandes compras da moeda virtual por instituições e celebridades também contribuíram para o aumento do preço.

Tudo isso reforça a percepção de que agora é a hora para investir, mas não para lucrar em curto prazo, e sim para proteger seu patrimônio lá na frente. Começe pequeno, mas inicie hoje!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes