Bitcoin precisa ser regulado, diz Banco Central Europeu

A Presidente do Banco Central Europeu afirmou que Bitcoin é um ativo especulativo, que ao mesmo tempo facilita a lavagem de dinheiro. Por esses motivos, Christine Lagarde pede a regulação do setor.

O Bitcoin completou 12 anos de existência em 3 de janeiro de 2021. No entanto, aparentemente os governos seguem sem entender seu funcionamento. Por exemplo, a Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, afirmou hoje que o Bitcoin é utilizado na lavagem de dinheiro.

Será que o dólar não é utilizado com a mesma finalidade? O governo americano consegue saber quem é o dono das contas bancárias no Panamá, Ilha de Jersey, Bermuda, ou Mônaco?

De maneira similar, como ficam as malas e cuecas recheadas de dinheiro encontradas com políticos? E quanto aos imóveis em nome de laranja ou de offshores, as empresas cujos sócios ficam ocultos?

Bitcoin é um ativo especulativo?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Sim. O Bitcoin valorizou 863% em dólar nos últimos 2 anos, e 4.046% nos últimos 4 anos. Seria estranho se no meio do percurso não tivéssemos quedas de 20% ou 40%. A grande oscilação na cotação ocorre pois o ativo está em seu início de vida.

De maneira análoga, o ouro durante as décadas de 70 e 80 teve diversos períodos com quedas de 20% ou 30%, conforme comprovam os gráficos abaixo.

Gráfico do Ouro na década de 80, comparando com Bitcoin

Na medida em que o Bitcoin ganhar um maior número de adeptos, seja diretamente ou através dos fundos de investimento, é natural que a variação média em sua cotação seja reduzida. Deste modo, é correto afirmar que mercados embrionários são naturalmente mais especulativos que os demais.

Veja como a eleição de Joe Biden pode afetar os mercados, incluindo criptomoedas.

Criptomoedas facilitam a lavagem de dinheiro?

Não. Por que algum contraventor iria escolher justamente um sistema que deixa um registro histórico aberto e guardado para sempre? Por mais que as transações sejam ocultas através do endereço (conta), existem empresas especializadas em fazer o rastreamento do IP das máquinas na internet.

Similarmente, a maior parte das corretoras (exchanges) exige identificação do cliente para conversões entre criptomoedas e valores fiduciários, os Dólares, Euros, e Reais. Há incontáveis casos de criminosos que foram descobertos tentando ocultar valores em Bitcoin.

O mesmo método pode ser obtido no sistema tradicional, através das empresas offshore, ou utilizando paraísos fiscais. O dinheiro fiduciário tampouco é rastreável fora dos bancos regulados.

Bitcoin pode ser regulado?

Lagarde, Presidente do Banco Central Europeu em evento

Em parte. Quando falamos da rede Bitcoin, os computadores ligados à internet e satélites transferindo as informações de movimentação das moedas, nada pode ser feito. Isso porque o Bitcoin não é uma empresa, não possui servidores próprios, e tampouco é dependente do Amazon Web Services (AWS) ou similar.

Entretanto, sempre que há trocas entre criptomoedas e valores fiduciários, entra em cena o sistema financeiro tradicional. De fato, nessa ponta os governos podem (e devem) criar regras e medidas para dificultar a lavagem de dinheiro. 

Todavia, isso já ocorre na maioria dos países, com as corretoras (exchanges) exigindo cadastro dos clientes, além de bloquear e informar eventuais distorções às autoridades competentes

Abaixo o CEO da exchange Mercado Bitcoin, Reinaldo Rabelo, conversa com três especialistas sobre o Projeto de Lei que pretende regular o setor no Brasil:

Bitcoin sobrevive sem o dólar?

Sim. O Bitcoin foi criado para atuar como uma rede de transferências e armazenamento 100% independente das demais moedas. Isso não é um plano ou promessa, pois já funciona na prática.

Embora seja pequeno o número de comércios que aceitam Bitcoin, é possível trocá-lo por cartões-presentes, estes sim aceitos nas grandes redes varejistas. Similarmente, não é possível pagar o aluguel ou supermercado utilizando o ouro, no entanto isso não reduz o valor de mercado do ativo.

Com o tempo, novas soluções estão sendo desenvolvidas para permitir transações menos custosas. Deste modo, possibilitando que a atual reserva de valor passe a funcionar também como meio de troca.

De qualquer modo, fique tranquilo, o Bitcoin é incensurável e seguro. Ou seja, isso se dá através da criptografia, além da rede de usuários que valida as transações.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes