Bitcoin é seguro? O que você deve saber antes de investir

A criptomoeda ainda traz muitas dúvidas, especialmente por conta dos golpes que alegam utilizar Bitcoin. Afinal, investir em Bitcoin é seguro?

Investir em Bitcoin é seguro e tão simples quanto comprar ações de empresas. Basta se cadastrar em uma corretora de criptomoedas, enviar uma TED no valor desejado, e em seguida efetuar a compra. O Mercado Bitcoin é a exchange líder em volume no Brasil, com sete anos de histórico de funcionamento sem invasões ou perda de fundos.

Por que investir em Bitcoin?

Parece ser extremamente arriscado investir em um ativo que não é controlado por uma empresa, um banco, um governo, nem tampouco regulado, ou mesmo policiado. Afinal, a quem recorrer um caso de roubo, má gestão, falhas no código, ou até mesmo desavenças com a forma que o projeto está sendo encaminhado?

O que dizer dos investidores que perderam mais de 80% na Oi Telecomunicações, Hertz, OGX, Carnival, Wirecard, Viver Incorporadora, e Smiles? E quanto aos detentores de dívida emitido por países como Venezuela, Grécia e Argentina?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Conforme exemplos acima, e são inúmeros, o suposto controle e regulação não são garantia de estabilidade, lisura, e muito menos de valorização de um investimento. Deste modo, a escassez que torna o Bitcoin um ativo tão cobiçado deve sim ser avaliada tanto por investidores de varejo, quanto fundos de investimento, e profissionais.

Investir em Bitcoin é seguro?

cofre abrindo com dígitios em casacata saindo de dentro

Sim, nos 11 anos de existência da rede bitcoin nunca foi detectado algum caso de transferências não autorizadas, ou quebra em seu algoritmo de segurança. Da mesma maneira que alguns correntistas de banco deixam expostas suas senhas, existem casos semelhantes em criptomoedas.

Deste modo, não é possível afirmar que o sistema bancário é inseguro se foi o próprio usuário que deixou suas senhas de acesso expostas. De maneira similar, se alguém vende um produto e posteriormente sofre estorno (chargeback) do cartão de crédito, isto não é uma deficiência da moeda Real (R$).

Nesse sentido, corretoras de criptomoedas (exchanges) que perdem após ataques de mineração maliciosa foram descuidados em não aguardar um número suficiente de confirmações dos mineradores. Esta falha não pode ser atribuída à criptomoeda, ou a segurança da criptografia.

Clique aqui para saber se o Bitcoin é regulado, assunto coberto em uma outra matéria específica.

Como fazer trade seguro de Bitcoin?

É possível investir em Bitcoin para o longo-prazo, apostando em sua escassez e características que impedem censura ou controle. No entanto, é possível fazer trades de curto e médio-prazo. De fato, o Bitcoin é negociado simultaneamente em várias moedas, e em diversas corretoras (exchanges) no mesmo país.

Além disso, o Bitcoin conta com negociação 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Desta forma, a criptomoeda tornou-se um dos ativos preferidos por Day Traders, investidores que buscam ganhos dentre as oscilações diárias na cotação. O trade de Bitcoin é tão seguro quanto o de ações nas corretoras de valores.

De maneira similar, o Bitcoin é vantajoso para quem trabalha com um horizonte um pouco mais longo no Swing Trade, através de indicadores e análise gráfica, linhas de tendência, e canais. As principais corretoras (exchanges), como o Mercado Bitcoin, líder na América Latina em volumes, oferecem de forma gratuita e integrada as ferramentas mais avançadas de análise.

No vídeo abaixo o pessoal da @usecripto ensina a fazer trade no Mercado Bitcoin.

É possível investir com pouco dinheiro?

Sim, a maioria das corretoras (exchanges) de Bitcoin permitem aportes a partir de R$ 50. No entanto, existe um mito que o Bitcoin é caro, já que sua cotação ultrapassa os R$ 60 mil. A verdade é que esta criptomoeda pode ser negociada em frações conhecidas como satoshis. Desta forma, investir em Bitcoin é seguro, e também barato.

Em suma, é possível comprar 0,001 Bitcoins, equivalente a 100.000 satoshis, por cerca de R$ 65. De maneira similar, o contrato-padrão de ouro negociado em bolsa de valores é de 250 gramas, cuja unidade custa cerca de R$ 85 mil. No entanto, é possível negociar o contrato fracionário de 10 gramas.

Quanto é possível ganhar no Bitcoin?

De maneira similar ao ouro, ou às moedas tradicionais (Dólar, Euro, Franco Suíço), o Bitcoin é um investimento de Renda Variável. Sua valorização depende exclusivamente da oferta e demanda dos interessados no ativo.

O Bitcoin subiu mais de 120% nos 8 primeiros meses de 2020, e 256% nos últimos três anos. Ainda assim, seu valor total de mercado é 97% inferior ao do ouro. Nesse sentido, há espaço para um crescimento de quatro vezes até atingir 10% da capitalização de mercado do ouro.

Onde comprar Bitcoin no Brasil?

Por conta de sua natureza descentralizada, ou seja, ausência de uma entidade controladora, é possível negociar Bitcoin livremente. No entanto, investidores que buscam liquidez e transações seguras devem optar pelas corretoras (exchanges) de Bitcoin.

Nesse sentido, é necessário escolher um parceiro que com histórico de segurança, reconhecimento, e liquidez. O Bitcoin é um ativo com alta volatilidade, ou seja, variações bruscas em sua cotação. Por este motivo, corretoras (exchanges) menores tendem a ter menos ofertas de compras e vendas em momentos de fortes oscilações. 

Confira a posição do Mercado Bitcoin no ranking das 25 exchanges mais confiáveis no mundo do Blockchain Transparency Institute (BTI).

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes