Obras de Picasso e Warhol serão NFTs na mão de Justin Sun

Empresário chinês fundador do Tron e CEO do BitTorrent anunciou investimento no mercado NFT e criação do Just NFT Fund

O empresário chinês Justin Sun, fundador do projeto Tron e CEO do BitTorrent, anunciou um investimento pesado no mercado NFT (tokens não fungíveis), a criação do Just NFT Fund. O objetivo do projeto é reunir obras de arte tokenizadas de artistas renomados, como as já confirmadas obras de Picasso e Warhol, além de obras de arte digital, com valor mínimo de US$1 milhão. 

Obras de Picasso e Warhol

“Tenho o prazer de anunciar a todos a criação do JUST NFT Fund. Em 2021, os NFTs ganharam força e atraíram atenção pública sem precedentes. Prevemos que os NFTs continuarão no centro das atenções e revolucionarão a estrutura e o valor dos espaços físico e do blockchain”, disse Sun, em comunicado.

Sun também informou ter pago US$ 6 milhões em um quadro do artista Beeple, que recentemente vendeu uma obra em NFT por quase US$ 70 milhões, em um leilão em que o chinês disputou até o último momento, tendo sua oferta superada nos últimos segundos por um lance do indiano Vignesh Sundaresan, que venceu a demanda e só foi revelado dias após o leilão.

Artistas consagrados e NFTs

Na última quinta-feira, 1º de abril, o empresário também anunciou ter comprado, por meio de leilão realizado pela Christie’s, a obra “Femme ue couchée au collier” de Picasso, por US$ 20 milhões; além de ter desembolsado US$ 6 milhões em “Three Self-portraits”, do norte-americano Andy Warhol.

Ele não revelou como será feita a tokenização das obras desses artistas nem se pretende seguir o que um grupo fez recentemente com uma obra do inglês Banksy. Depois de transformá-lo em NFT, em uma transmissão ao vivo, o grupo queimou o original. 

No comunicado, o fundador da Tron disse que estima que 50% dos principais artistas e obras de arte do mundo serão gravados como NFTs na próxima década. 

Nos últimos meses, a aposta em produtos NFT explodiu entre artistas no mundo inteiro, inclusive com brasileiros se aventurando no mercado. A agência de checagem de fatos brasileira, Agência Lupa, se tornou, no sábado, 3, a primeira do ramo no mundo a vender uma checagem de notícia (uma verificação sobre a hidroxicloroquina) por um valor de 0,05 ETH. 

Visa terá Bitcoin em sua rede de pagamentos

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.