Staking: confira o que isso significa no mercado de criptomoedas

Quem investe em criptomoedas encontra no staking uma alternativa para gerar renda passiva.

São duas as opções para fazer staking: através de uma wallet da criptomoeda ou um dispositivo físico. Ou, ainda, uma staking pool.

Se você acompanha o mercado de criptomoedas, deve estar observando que ele vem crescendo. Existem algumas opções neste mercado e elas vêm despertando cada vez mais o interesse dos investidores visando ao longo prazo. Mas você já ouviu falar de um termo chamado staking?

Realizar staking significa gerar renda passiva alocando criptomoedas. E isso só pode acontecer porque existem mecanismos neste mercado que definem o funcionamento das redes de atuação desses ativos. O primeiro é o proof-of-work (PoW), que usa muita eletricidade na mineração, pois requer que milhares de máquinas estejam ligadas para competir tecnologicamente. Ou seja, naturalmente não é sustentável. E o segundo é o proof-of-stake. Vamos explicar como funciona!

 

Conheça melhor o proof-of-stake ou staking

 

O segundo mecanismo de consenso que define o funcionamento das redes de criptomoedas é o proof-of-stake. Ou simplesmente staking. Ele é considerado mais sustentável porque não requer o uso de máquinas trabalhando o tempo todo. Nesse mecanismo, quem participa da rede tem o direito de transmitir o bloco de transações com base na quantia que aplicou. Ou seja, a quantia em staking de criptomoedas.

Desse modo, quanto mais criptomoedas o investidor tiver, maior seu poder na rede para ajudar a validar um próximo bloco e receber por isso. São duas as opções para fazer staking: através de uma wallet da criptomoeda ou um dispositivo físico. Ou, ainda, uma staking pool na qual o investidor aloca suas moedas e recebe por isso. Ou seja, gera renda passiva, quase como receber juros de um banco pelo depósito a prazo.

Leia também

Ações americanas mais compradas pelos brasileiros no começo…

ETF de Bitcoin do Canadá atinge US$ 334 milhões; vale a pena…

De forma geral, um pool de staking é um local onde os investidores unem seus tokens. Ou seja, literalmente a união faz a força nesse caso. Desse modo, quando um bloco precisa ser encaixado, a rede tenta encontrar a melhor opção. E quanto maior o staking pool, maiores as chances de ser escolhido. A questão é que, ao validar um próximo bloco, existe uma recompensa. 

staking de criptomoedas
Imagem: Reprodução / Unsplash

Vantagens e desvantagens

 

- PUBLICIDADE -

Quando se trata de staking, alguns consideram que se trata de uma maneira de fazer com que os investidores contribuam mais com a rede de criptomoedas, beneficiando seu blockchain. Além disso, como as criptomoedas ficam alocadas para staking, o número delas no mercado diminui e existe uma tendência de menor exposição no preço. 

Com relação às desvantagens do staking, é preciso considerar uma possível centralização das moedas, que podem ficar bloqueadas por algum tempo. Além disso,  há divisão das taxas obtidas entre os investidores, além de risco de volatilidade da rede, o que pode causar reflexos no investimento. Se você se interessou pela alternativa, vale pesquisar e tirar todas as dúvidas antes de partir para a ação. 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes