Berkshire Hathaway compra 800 milhões em ações do Bank of America

Com a compra, o conglomerado – que pertence ao bilionário Warren Buffett – eleva sua participação em mais de 11% no banco

O investidor americano Warren Buffett anunciou esta semana que seu conglomerado Berkshire Hathaway comprou mais de US$ 800 milhões (aproximadamente R$ 4,17 bilhões) em ações do Bank of America. Como resultado da aquisição, a empresa passa a ser dona de uma fatia de 11,3% do banco, de acordo com os documentos enviados à Securities and Exchange Commission (SEC, que regula o mercado de capitais americano).

A transação registrou um valor total de US$ 813,343 milhões. Assim, a instituição presidida por Warren Buffett abocanhou quase 34 milhões de ações do BofA. O acordo representa a confiança do empresário no segundo maior banco dos Estados Unidos.

 

Investimentos da Berkshire Hathaway em 2020

empresa de Warren Buffett
Foto: Reprodução

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Apesar de ter finalizado o primeiro trimestre de 2020 com um prejuízo de US$ 49,7 bilhões (quase R$ 254 bilhões), o aumento na participação do BofA pode indicar uma melhora na economia da empresa.

Mas esse não foi o primeiro investimento da Berkshire Hathaway este mês.  De fato, no início de julho, o conglomerado confirmou o que marcou sua maior compra nos últimos quatro anos. Trata-se da aquisição de ativos de gás natural da Dominion Energy por US$ 10 milhões (cerca de R$ 52 milhões).

Assim, a empresa de Warren Buffett fica responsável por 18% de toda a transmissão de gás natural entre os estados americanos.

 

Empresa perde valor na lista do S&P 500

 

Mas nem tudo foram boas notícias para a Berkshire Hathaway este ano. Ela foi a quinta empresa americana a perder posição no índice S&P 500 – o índice da Standard & Poor’s lista 500 empresas que, juntas, representam cerca de 80% da cobertura de capitalização no mercado de ações dos EUA.

A carteira de ações da empresa, composta por diferentes instituições financeiras, caiu mais de 16% ao longo do ano. Isso contribuiu para a perda de valor no ranking,

No entanto, o recuo, segundo o MarketWatch, poderia ter sido pior. Isso porque a empresa tem elevado sua participação na Apple. Hoje, as ações da gigante de tecnologia respondem agora por 40% do portfólio da empresa de Warren Buffett, ajudando a instituição durante a crise que chegou com a pandemia do Coronavírus.

 

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes