Cidadania afasta deputado Fernando Cury por apalpar Isa Penna; entenda

O processo que analisa a conduta do deputado na Comissão de Ética do partido pode culminar na sua expulsão

O  deputado estadual Fernando Cury foi afastado de seu partido, o Cidadania, nesta sexta-feira, 18, após ser flagrado pelas câmeras apalpando os seios da também deputada estadual Isa Penna (PSOL) durante sessão legislativa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) na última quarta-feira, 17. 

Segundo nota emitida pela sigla, o deputado foi “afastado de todas as funções diretivas do partidárias, em todas as instâncias, bem como de todas as funções exercidas em nome do Cidadania, inclusive junto à Alesp”. x’

Toda a ação do deputado foi flagrada por câmeras. Isa Penna aparece nas imagens em pé, de frente para o presidente da Alesp, o deputado Cauê Macris, quando Fernando chega por trás e a encoxa, colocando a mão em seus seios e na sua cintura. No vídeo, é possível ver um outro deputado tentando puxar Fernando antes dele se aproximar da deputada. Veja Vídeo:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Apesar de as imagens serem bastante claras, o deputado informou em seu discurso na tribuna que não houve qualquer intenção no seu “abraço”. 

“Não houve, de forma alguma, da minha parte, a tentativa de assédio, importunação sexual ou qualquer outra coisa ou qualquer outro nome semelhante a esse. Eu nunca fiz isso na minha vida toda. […] Mas se a deputada Isa Penna se sentiu ofendida com o abraço que eu lhe dei, eu peço, de início, desculpa por isso. Desculpa se eu a constrangi. Desculpa se eu tentei, como faço com diversas colegas aqui, de abraçar e estar próximo. Se com esse gesto eu a constrangi e ela se sentiu ofendida, peço desculpas”, disse.

IPVA 2021 em SP: consulte o calendário e veja os valores

Fernando Cury pode ser expulso do partido

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, e o presidente do partido em São Paulo, deputado Arnaldo Jardim, fizeram uma representação contra Fernando ao Conselho de Ética da sigla. Agora, nos próximos dias, Cury irá passar por um processo no partido que pode culminar na sua expulsão. 

Apesar da decisão do partido, o deputado informou que ainda não foi notificado sobre seu afastamento. “Também ressalto que não houve qualquer notificação de procedimento interno do Conselho de Ética, e por isso, tão logo seja formalmente comunicado, irei apresentar a versão dos fatos, exercendo assim meu direito de defesa”, relatou ele em nota. 

Deputada afirma que Fernando Cury estava bêbado 

Durante coletiva de imprensa na sexta-feira, 18, a deputada Isa Penna afirmou que Fernando Cury estava bêbado quando a assediou. 

O ser humano estava completamente bêbado. Isso ficou completamente claro, ele estava bêbado. A bebida não é o problema, tirando que a gente estava lá votando. Mas pode ter influenciado porque ele foi tão burro que se esqueceu que estava sendo filmado. Quando eu vi o Alex tentando segurar ele, ele devia estar bêbado para estar tão burro e fazer isso na frente de Câmara, mas acontece. Ele estava com cheiro de álcool, isso eu posso atestar, ele chegou bem próximo de mim, como vocês viram”, disse. 

Após o episódio, a deputada registrou um boletim de ocorrência contra Cury por importunação sexual. Uma denúncia também foi feita na Alesp por quebra de decoro parlamentar e a cassação do mandato dele também foi pedida. 

Comissão de Ética da Alesp só analisará caso em fevereiro

Por conta do recesso parlamentar, a Comissão de Ética da Alesp só vai analisar a conduta de Fernando Cury em fevereiro, o que pode esfriar o caso. Além disso, dos nove integrantes da Comissão, apenas uma é mulher, sendo a deputada Maria Lúcia Amary (PSDB), que é a presidente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes