Eleições São Paulo 2020: conheça Bruno Covas, candidato à reeleição na Capital

O atual prefeito da maior cidade do país já nasceu no meio da política. Em sua sua trajetória já passou por cargos de vice-prefeito, deputado federal e estadual. Além de ter assumido a secretária do meio ambiente.

0 494

No sábado (12), o PSBD oficializou Bruno Covas como candidato oficial do partido à prefeitura de São Paulo. O politico tenta a reeleição na capital paulista nas eleições São Paulo 2020. Conheça mais sobre a biografia de Bruno Covas e sua trajetória politica.

Quem é Bruno Covas?

O candidato à reeleição em São Paulo nasceu em 1980 na cidade de Santos, no litoral paulista. Tem graduação em direito pela Universidade de São Paulo (USP) e econômica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Covas, com 40 anos, é divorciado e tem um filho: Tomás, de 15 anos. Covas é o atual prefeito de São Paulo, cargo que assumiu em 2018. Agora, em 2020, o politico tenta a reeleição na capital paulista.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Trajetória politica

Foto mostra Bruno Covas falando em um microfone.
Foto: Governo de São Paulo

Bruno Covas vem de uma família ativa na politica, por isso, vive isso nesse meio desde cedo. Seu avô, Mario Covas, já foi governador do estado de São Paulo.

O politico filiou-se ao PSDB, em 1998, do qual nunca saiu. Em 1999, foi eleito o Primeiro Secretário da Juventude do mesmo partido. No ano de 2003, foi eleito presidente estadual e já foi também presidente nacional da Juventude Tucana, em 2007, permanecendo no cargo até 2011.

Em 2004 se candidatou a vice-prefeito de Santos na chapa de Raul Christiano pelo PSDB, porém sem sucesso. Nos anos de 2005 e 2006, foi assessor da liderança dos Governos de Alckmin e Cláudio Lembo na Assembleia Legislativa.

Já em 2006 foi eleito deputado estadual, com mais de 100 mil votos pelo estado de São Paulo. Em 2010 foi eleito novamente, além disso, como o deputado estadual mais bem votado de São Paulo. Em 2011 foi convidado por Geraldo Alckmin para ser secretário do meio ambiente, cargo em que permaneceu até o ano de 2014.

Atuação na política

Na Assembleia, foi presidente da Comissão de Finanças e Orçamento e autor de mais de 60 projetos de lei, entre eles, o PL de Responsabilidade Administrativa, que proíbe a paralisação de obras e programas em mudanças de gestão.

Foi também autor da lei que tornou obrigatória a Virada Cultural em todas as regiões do Estado e relator de projetos de lei, como a Nota Fiscal Paulista, que devolve imposto diretamente para o cidadão. Em 2010, foi considerado pelo Movimento Voto Consciente o deputado mais atuante do Estado.

Ademais, Covas integrou as Comissões de Direitos Humanos e de Defesa dos Direitos do Consumidor. Além ter sido presidente da Frente Parlamentar de Apoio à Comunidade Luso-Brasileira e Coordenador da Frente DST-Aids. Nas eleições de 2014 foi eleito deputado federal. Em seu mandato votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff. Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.

A luta de Bruno Covas contra o câncer

Covas trava uma luta contra o câncer desde o final de 2019. Já fez oito sessões de quimioterapia e agora dá continuidade ao então tratamento com imunoterapia. O atual prefeito afirma que a nova interação terapêutica vem dando resultado.

Na entrevista ao jornal CN Notícias, da emissora de televisão Canção Nova, o prefeito contou que manter a saúde mental durante o tratamento contra a doença é fundamental. Além disso, afirmou que trabalhar o faz sentir melhor.

“A gente sabe que, quanto mais útil a gente é, mais a gente consegue segurar a cabeça. E segurar a cabeça num momento como esse de tratamento é fundamental. Eu lembro do médico quando veio me contar que eu estava com câncer. Ele falou: ‘olha, o jeito que você enfrenta isso, o jeito que você atravessa isso, é 90% do tratamento’. Então, poder trabalhar também é uma forma que me ajuda no meu tratamento”, explicou Covas na entrevista.

Em junho deste ano, o candidato foi diagnosticado com COVID-19, afastou-se da prefeitura. Contudo, se curou e já retornou a seu cargo.

Prefeitura da Capital Paulista – Eleições São Paulo 2020

Foto mostra João Dória e Bruno Covas tirando uma selfie
Governador de São Paulo, João Dória, e Bruno Covas (Foto: Reprodução/PSDB/Twitter)

Em outubro de 2016 foi eleito vice-prefeito da cidade de São Paulo, na chapa de João Doria. Como Dória renunciou para se candidatar ao governo do estado, Covas assumiu a prefeitura da capital em 2018.

Durante o tempo que ficou como prefeito, Covas enfrentou a crise de saúde e econômica do coronavírus. Por isso, o candidato aplicou medidas de prevenção e proteção contra o novo vírus. Covas manteve uma quarentena de aproximadamente três meses na capital paulista e em junho começou as flexibilizações na cidade.

Contudo, no ultimo sábado, a candidatura de Covas foi oficializada e o atual prefeito tenta a reeleição na maior cidade do Brasil.

Segundo o presidente do diretório municipal da sigla, Fernando Alfredo, 9 partidos anunciaram apoio à candidatura de Bruno Covas nas Eleições São Paulo 2020: DEM, Podemos, MDB, PSC, Progressistas, PL, PROS, Cidadania e PV. Além disso, a politica Marta Suplicy, que estava cotada à candidata à prefeitura já demonstrou apoio a Covas, sendo, inclusive desligada de seu partido por isso. Entretanto, o candidato ainda não tem um vice definido em sua chapa.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes