Mesário nas Eleições 2020: veja como obter a declaração de dias trabalhados

Como benefício pelo serviço eleitoral prestado, os mesários recebem folga de dois dias para cada dia trabalhado, tanto no pleito quanto nos treinamentos

No último domingo (15) aconteceu o primeiro turno das Eleições 2020, e os mesários que trabalharam neste dia já podem fazer solicitar a declaração de dias trabalhados à Justiça Eleitoral. O documento comprovará o serviço prestado pelo cidadão, concedendo folga de dois dias para um trabalhado.

Entretanto, só receberá o benefício o mesário que tiver registrado sua presença no terminal do mesário da urna eletrônica, tanto no início quanto no encerramento, na mesma seção eleitoral.  Confira o passo a passo de como fazer o pedido da declaração no Canal do Mesário.

Como pegar declaração de dias trabalhados

Para obter o documento, o mesário deve verificar qual é sua condição:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

1. Mesário que registrou a presença na urna eletrônica tanto no início quanto no encerramento;

Neste caso, acesse o formulário do Canal do Mesário e preencha as informações solicitadas – número do título, nome do eleitor, data de nascimento, nome da mãe e pai completos. Veja abaixo:

mesário nas eleições 2020 como obter declaração de dias trabalhos

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “se não conseguir emitir a sua declaração, é possível que ainda esteja em processamento e pode ser disponibilizada até o dia 23 de novembro”, ou ainda, entre em contato com o Cartório Eleitoral da sua região.

2. Mesário que NÃO registrou a presença na urna eletrônica e convocado para funções especiais.

Nesta condição, acesse o formulário do Canal do Mesário e preencha as mesmas informações solicitadas na imagem acima. Caso haja erro no processo, é possível que ainda esteja em processamento e a declaração pode ser disponibilizada até o dia 5 de dezembro deste ano, ou entre em contato com o Cartório Eleitoral local.

Relembre todos os benefícios do mesário nas eleições 2020

  • Isenção de taxa de inscrição em concursos públicos estaduais;
  • Certificado dos serviços prestados à Justiça Eleitoral. Este pode servir para que os mesários universitários ganhem horas complementares, depende da instituição de ensino;
  • Auxílio-alimentação. Nas eleições 2020 será de R$ 40, a ser disponibilizado digitalmente;
  • Preferência no desempate em concursos públicos, caso esteja previsto no edital;
  • Folga de dois dias para cada dia trabalhado como mesário, no primeiro e segundo turno, e dias de treinamento. Ou seja, se o cidadão trabalhar os dois turnos, e participar do treinamento, terá direito a seis dias de folga.

Veja também: como funciona o segundo turno.

Informar Erro
Siga-nos no 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes