Ricardo Nunes: saiba quem é o vice de Bruno Covas

Filiado ao MDB desde quando tirou o título de eleitor, o empresário foi eleito vereador em 2012, e reeleito em 2016.

Eleições 2020 – O vereador Ricardo Nunes (MDB) é candidato a vice-prefeito de Bruno Covas (PSDB) para a Prefeitura de São Paulo. A chapa irá disputar o segundo turno do pleito no dia 29 de novembro, contra Guilherme Boulos (PSOL) e sua vice Luiza Erundina (PSOL). Conheça mais sobre a atuação política e vida do vereador.

Veja também:

Quem é Ricardo Nunes

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com as informações Câmara Municipal de São Paulo, Ricardo Nunes iniciou sua carreira profissional como empreendedor, ainda jovem fundou o jornal de bairro “Hora de Ação” e depois, em 1997, a empresa Nikkey Serviços. Após filiar-se ao PMDB (antigo nome do partido MDB) – assim que tirou o título de eleitor -, foi presidente da Associação Empresarial Região Sul (AESUL) e fundou a Associação das Empresas Controladoras de Pragas do Estado de São Paulo (ADESP).

ricardo nunes posse do cargo de vereador em São Paulo
Foto: Reprodução/Facebook

Em 2012, foi eleito vereador de São Paulo com cerca de 33 mil votos, reeleito em 2016, com mais de 50 mil votos. Até o momento, teve 56 projetos de lei aprovados durante seu mandado na Câmara Municipal, e 31 vetados. Nunes é um conservador da bancada religiosa da Câmara Municipal e nunca disputou cargos no executivo antes. Em setembro deste ano, no início da campanha eleitoral, o PSDB anunciou que o emedebista estaria na chapa de Bruno Covas como seu vice-prefeito.

ricardo nunes na igreja católica - candidato a vice de Covas eleições 2020
Foto: Reprodução/Facebook
  • Bruno Covas e Ricardo Nunes

A relação Covas e Nunes é recente e, ao que tudo indica, seria uma estratégia de aliança entre os dois partidos, uma vez que o vereador não possui um nome altamente conhecido, como outras figuras que foram cogitadas a vice-prefeito do tucano – apresentador José Luiz Datena (MDB), a senadora Marta Suplicy (Solidariedade), Ricardo Tripoli (secretário especial de Covas), e o presidente da Câmara dos Vereadores, Eduardo Tuma (PSDB).

Ricardo Nunes é candidato a vice-prefeito de Bruno Covas eleições 2020
Ricardo Nunes é candidato a vice-prefeito de Bruno Covas. (Foto: Reprodução/Facebook)

A chapa busca, principalmente, promover a história de Nunes como empresário que começou de baixo e fundou uma das maiores empresas no ramo, além de sua imagem conservadora e religiosa, pai de família e aquele que começou sua carreira política jovem e prosperou. Em comparação aos concorrentes Boulos e Erundina (PSOL), que dão protagonismo à vice muitas vezes, Nunes teve menos aparições na campanha de Covas.

Investigações e acusações sobre Ricardo Nunes

Em 2011, Nunes foi acusado de violência doméstica por sua esposa, Regina Carnovale. Segundo informações da Folha de S. Paulo, a vítima relatava no B.O que o marido não a deixava em paz, após a separação do casal. Ainda, foram feitas publicações nas redes sociais de Renata, em que ela alegava ter provas de que era agredida e do mau caráter de Nunes.

ricardo nunes ao lado da esposa renata carnovale - acusação de violência doméstica
Ricardo Nunes e Regina Carnovale. (Foto: Reprodução/Facebook)

A acusação não chegou a virar processo e, em nota à Folha, o vereador alegou que “no período ela estava emocionalmente abalada, e sem controle das ações e sentimentos, o que a levou falar coisas que não aconteceram. Ela, aqui do meu lado, diz que nunca foi agredida seja verbal ou fisicamente por mim”.

Outro escândalo com o nome do candidato, envolve creches conveniadas à Prefeitura. As unidades em questão são controladas pela Associação Amigos da Criança e do Adolescente (Acria) que, por sua vez, tem Eliana Targino como presidente, que já foi funcionária do parlamentar, e José Cleanto Martins, o vice-presidente e pai de uma assessora do vereador. Ou seja, aliados políticos do candidato a vice de Covas.

foto do cei santa margarida – Associaçao Amiga da Criança e do Adolescente
Foto: Divulgação Acria

A empresa de Nunes, Nikkey Serviços, teria recebido cerca de R$ 50 mil destas creches com convênio municipal, em razão da prestação de serviços sem licitação, em 2019. A Bancada Feminista do PSOL protocolou uma representação no Ministério Público Estadual solicitando a investigação de possíveis benefícios a Ricardo Nunes na “máfia das creches”. O candidato tem um patrimônio de R$ 4,8 milhões declarados à Justiça Eleitoral.

Veja também: pesquisa Ibope aponta Covas com 47%; Boulos tem 35%!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes