João Doria e Eduardo Paes discutem por vacina contra Covid

A informação é que o governador de São Paulo e o prefeito do Rio de Janeiro teriam discutido sobre a o acordo feito entre os governos para a compra e distribuição dos imunizantes

João Doria (PSDB), governador de São Paulo, e Eduardo Paes (DEM), prefeito do Rio de Janeiro, discutiram fortemente via WhatsApp,  na segunda-feira passada (4), segundo o jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo. O colunista afirmou que o motivo da briga foi a Covid-19 e seu plano de vacinação.  

O prefeito de São Paulo ficou irritado porque Paes havia negado, em uma entrevista, que tivesse pedido doses da CoronaVac ao governo de SP. Doria cobrou do prefeito do Rio que desmentisse a informação, já que Paes inclusive assinou um acordo com Doria, em dezembro do ano passado, para obter as doses da vacina. Segundo o colunista, Paes respondeu também em alto tom. No final, o prefeito se acalmou e o clima quente esfriou.

Eduardo Paes fez acordo com João Doria pela CoronaVac

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), confirmou, em dezembro de 2020, pelas redes sociais, que esteve com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para firmar acordo de cooperação para a aquisição da vacina para o coronavírus desenvolvida pelo Butantan e o laboratório chinês Sinovac. Paes fechou um acordo para a aquisição de 3,3 milhões de doses da CoronaVac.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Paes ainda disse nesta sexta-feira (8) que a vacinação contra Covid-19 no Rio de Janeiro pode começar no dia 25 — mesma data que o governador de São Paulo, João Doria, estipulou como data para iniciar a campanha de imunização. A intenção de Paes é de seguir o Plano Nacional de Imunizações, no entanto, afirmou que a prefeitura poderia se antecipar caso a campanha do Ministério da Saúde sofra atraso. 

“Estamos prontos para começar a vacinação no dia 25 também. Hoje (08/01) o secretário Daniel Soranz terá mais uma reunião com o Butantan em São Paulo para acertar mais detalhes”, afirmou Paes. Confira a publicação completa:

Plano de vacinação contra a Covid-19 em São Paulo e no Brasil

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou que o plano de vacinação contra a covid-19 no Estado segue o mesmo, com data de início prevista para 25 de janeiro. Já o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em coletiva do Ministério da Saúde da última quinta-feira (7), disse que a distribuição da imunização será feita de modo proporcional no país. 

O governador de São Paulo, negou a afirmação suposta por Pazuello: “por enquanto, nada muda. (…) Assisti a coletiva e vi que o ministro expressou assinatura do contrato. Não quero desmerecer nem desautorizar o ministro, mas o contrato foi encaminhado essa manhã. Não foi assinado. Até porque, para ser assinado, precisa ser pelas duas partes, e não há assinatura nem do governo de São Paulo e nem do Ministério da Saúde. Até o momento temos a elaboração do contrato, mas não as assinaturas”, disse Doria em entrevista à GloboNews.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes