Quando começa a vacinação contra Covid-19 no Brasil?

A vacinação contra Covid-19 no Brasil tem três possíveis datas para começar. Confira o que disse o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello sobre o assunto

A pergunta que todo brasileiro tem feito é: afinal, quando de fato, vai começar a vacinação contra Covid-19 no Brasil? Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a vacinação terá três datas diferentes: podem começar no dia 20 de janeiro ou até o início de março.

As informações foram repassadas em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (07) e o cronograma vai depender da capacidade de produção de vacinas de laboratórios brasileiros e, também, da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.

Possíveis datas de vacinação contra Covid-19 no Brasil

Vacinação – curto prazo

  • Início em 20 de janeiro de 2021
  • Depende da produção da CoronaVac, pelo Instituto Butantan, e com as doses importadas da vacina da Oxford/Astrazeneca
  • Depende do trâmite sem percalços dos registros emergencial dos dois imunizantes na Anvisa

Vacinação –  médio prazo

  • Início entre 20 de janeiro a 10 de fevereiro
  • Dependeria da produção em solo brasileiro tanto da CoronaVac, pelo Butantan, quanto da vacina da Oxford/Astrazeneca, pela Fiocruz
  • Também conta com registros emergenciais dos dois imunizantes na Anvisa

Vacinação – longo prazo

  • Início entre 10 de fevereiro ao começo do mês de março
  • Só acontece caso ocorra algum erro ou atraso no registro de uso emergencial da Anvisa ou na cadeia de produção na Fiocruz ou no Butantan

Na ocasião, o ministro informou que o Brasil assinou a compra de 46 milhões da Coronavac – vacina chinesa produzida em parceria com o Instituto Butantan, até o mês de abril e mais 54 milhões até o fim do ano, ou seja, 100 milhões de doses aos brasileiros.

O panorama do governo é avançar já no mês de janeiro com ao menos 8 milhões de doses, sendo 2 milhões importadas da Oxford/Astrazeneca, e outras 6 milhões da CoronaVac, que já estão no país.

Depois disso, a estimativa do governo é que a produção nacional seja de 30 milhões de doses por mês — 15 milhões da Oxford/Astrazeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocuz, outras e 15 milhões da CoronaVac, pelo Instituto Butantan.

Quem vai se vacinar primeiro?

Segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Governo Federal, de imediato, as primeiras pessoas a receberem a vacinação contra Covid-19 no Brasil serão os trabalhadores da saúde (5,88 milhões), pessoas de 80 anos ou mais (4,26 milhões), pessoas de 75 a 79 anos (3,48 milhões) e indígenas e quilombolas com idade acima de 18 anos (410 mil).

Já na fase 2 de vacinação, incluem pessoas de 70 a 74 anos (5,17 milhões), de 65 a 69 anos (7,08 milhões) e de 60 a 64 anos (9,09 milhões) e na fase 3, a previsão é vacinar mais de 12 milhões de pessoas acima dos 18 anos que tenham comorbidades do tipo: hipertensão, diabetes, doenças pulmonares, doenças renais e cardiovasculares, pessoas com câncer e obesidade grave.

Na fase 4, deverão ser vacinados professores do nível básico ao superior (2,34 milhões), forças de segurança e salvamento (850 mil) e funcionários do sistema prisional (144 mil).

Leia mais sobre a vacinação contra covid-19:

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.