Conectivos para uma redação nota 1000: o que são e como posso utilizá-los?

Veja lista com os conectivos que você pode utilizar na sua redação. Além disso, confira exemplos reais de uso para não errar mais!

0 126

Seja na estruturação de um artigo para blog ou na redação do Enem, os conectivos são fundamentais para a organização do texto.

Além de aprender sobre o seu uso, uma dica prática é montar uma lista com os conectivos que mais te interessam, e ir consultando-a durante a escrita para que você possa expandir o seu vocabulário.

Não se esqueça de, no final, pedir a um amigo ou um familiar para ler a sua redação. Afinal, muitas vezes na hora de traduzir as ideias para o papel, deixamos de fora algumas informações importantes. Portanto, fazer esse exercício é uma forma de aprimorar a maneira com que você relata as suas ideias.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O que são conectivos?

Os conectivos são utilizados para interligar ideias e dar sequência aos argumentos do artigo. Portanto, eles são intrínsecos para alcançar a coesão e a coerência textual. A primeira, nada mais é do que organizar estruturalmente as informações. Enquanto a segunda, por sua vez, foca na relação lógica entre os argumentos.

Logo, para chegar neste resultado, empregam-se diversos tipos de conectivos. No geral, eles são da classe das conjunções, mas podem também ser advérbios, preposições e expressões adjetivas.

Geralmente, os conectivos são utilizados no início das frases, seguidos de vírgula, ou no meio das orações, entre vírgulas. Se empregados na ordem direta, a vírgula não é necessária.

 

Lista de conectivos para a redação, parte 1:

  • Introdução e relevância: primeiramente; em primeiro lugar; antes de mais nada; antes de tudo; acima de tudo; para começar; sobretudo; principalmente; primordialmente.
  • Sequência e continuidade: depois; após; logo depois; logo após; na sequência; imediatamente; em seguida; depois de; logo que; assim que; logo; então.
  • Conclusão, resumo e recapitulação: por isso; assim; assim sendo; então; logo; enfim; portanto; em conclusão; em síntese; para terminar; em suma; por último; em resumo; resumidamente; desse modo; dessa forma; dessa maneira; destarte; dessarte.
  • Adição: também; bem como; assim como; como também; como ainda; além disso; ainda; ademais; não só… mas também; não só… como também.
  • Afirmação e certeza: com certeza; certamente; sim; de certo; por certo; sem dúvida; seguramente; efetivamente; naturalmente; evidentemente; realmente; verdadeiramente; de verdade; decerto; com efeito.
  • Negação: não; nunca; jamais; de modo algum; de jeito nenhum; em hipótese alguma; tampouco.
  • Oposição: mas; porém; todavia; contudo; entretanto; no entanto; só que; embora; pelo contrário; ainda que; mesmo que; apesar de que; se bem que; ao passo que.
  • Causa e consequência: por causa de; por isso; em virtude de; como resultado; por consequência; por conseguinte; haja vista; já que; uma vez que.

 

Redação nota 1000
Imagem: Reprodução / Unsplash

Lista de conectivos para a redação, parte dois:

  • Tempo: quando; enquanto; sempre que; todas as vezes; às vezes; ao tempo que; no momento em que; agora; hoje; atualmente; frequentemente; constantemente; ao mesmo tempo; simultaneamente.
  • Dúvida: talvez; quem sabe; provavelmente; possivelmente; quiçá; se é que; porventura.
  • Finalidade ou propósito: para; com o intuito de; a fim de; com o fim de; a fim de que; com finalidade de; com o propósito de; para que; com o objetivo de; com o fito de.
  • Explicitação e exemplificação: isto é; ou seja; quer dizer; a saber; aliás; como se pode ver; por exemplo; a exemplo de; quer isto dizer; por outras palavras.
  • Reformulação: ou melhor; quer dizer; por outras palavras; dito de outro modo; em outros termos; mais precisamente.
  • Comparação e semelhança: igualmente; tal qual; assim como; bem como; assim também; tanto quanto; tão… quanto; tão… como; da mesma maneira; da mesma forma; do mesmo modo; de maneira idêntica; semelhantemente; similarmente; analogamente.
  • Conformidade: consoante; conforme; como; segundo; de acordo com; em conformidade com.
  • Condição ou hipótese: se; caso; eventualmente; desde que; contanto que; a menos que; a não ser que; sem que.
  • Proporção: à medida que; à proporção que; ao passo que; quanto mais; quanto menos.
  • Alternância: ou; ou… ou; ora… ora; quer… quer; em alternativa.
  • Surpresa: de repente; inesperadamente; subitamente; de súbito; de supetão; surpreendentemente; inopinadamente.
  • Opinião: na minha opinião; a meu ver; no meu entender; parece-me que; acho que; creio que; penso que; admito que; estou em crer que.
  • Chamada de atenção: destaca-se; salienta-se; é de referir; é de salientar; nota-se que; constata-se que; verifica-se que.

 

Conectivos para redação
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Conectivos de continuidade ou adição

Esses conectivos são fundamentais para dar sequência as ideias, já que servem para adicionar informações ao leitor. Confira alguns exemplos:

  • Além disso, as principais universidades privadas, com exceção de apenas três ou quatro, estão entre as 25 melhores na maioria das classificações.” (Share America)
  • “Esta fragmentação afeta não só os pagamentos transfronteiras como também os pagamentos nacionais em euros.” (Banco Central Europeu)
  • Ademais, existe uma gama de sondas adaptáveis a equipamentos de outras marcas.” (Isend)

 

Conectivos de finalidade

Os conectivos de finalidade, por sua vez, são utilizados para explicar o propósito de determinada ação ou ideia. Confira alguns exemplos na prática:

  • “Remova periodicamente o receptor da piscina a fim de limpar a parte inferior da unidade.” (Dolphin Alarms)
  • “Em Novembro de 2007, a fim de ampliar e fortalecer sua atuação, a Rede Agente abriu espaço para que mais OSCs pudessem participar.” (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social)
  • “Qualquer transmissão de dados com o propósito de propaganda ou pesquisa de mercado será efetuada com base em anonimato.” (Eppendorf)

Os conectivos de oposição

Em terceiro lugar, os conectivos de oposição funcionam para opor ideias, por exemplo:

  • “Assim, artigos sobre tal temática terão prioridade, mas não exclusividade.” (Conectas)
  • Poréma pergunta mais importante deve ser se isso melhorará a vida da comunidade e de seus descendentes.” (Power Tools)
  • Todavia, considero que nas próximas semanas deveríamos procurar vencer essas diferenças.” (Parlamento Europeu)

 

Conectivos de introdução e conclusão

Por fim, os conectivos de introdução e conclusão são intrínsecos para a organização do texto. Eles que delimitam os parágrafos de apresentação das ideias e de finalização dos argumentos.

Dois exemplos de uso de conectivos de introdução:

  • “Gostaria, primeiramente, de dizer algumas palavras sobre os antecedentes desta questão.” (Parlamento Europeu)
  • “Nos seus primórdios, a astronomia servia, antes de mais nada, para medir o tempo.” (Unesco)

Dois exemplos de uso de conectivos de conclusão:

  • Em suma, o estudo propõe um novo pensamento para as políticas de transportes, uma forma que prioriza meios de transporte nunca antes priorizados.” (Urban Age)
  • Portanto, há uma fonte de erro inerente à amostragem.” (Share America)

 

Fonte: Dúvidas de Português, Educa Mais Brasil, Linguee. 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes