Prouni 2021: inscrições começam nesta terça em todo país

As inscrições começam hoje e só vão até sexta-feira (15). Veja algumas regrinhas e saiba como se inscrever no Prouni 2021.

As inscrições para o Programa Universidade Para Todos – Prouni 2021 abrem nesta terça-feira (12) e se encerram às 23h59 de sexta (15). Neste ano, devido ao adiamento da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, as notas utilizadas serão referentes à prova de 2019.

Como se inscrever no Prouni 2021

  • Acesse o site de inscrição do Prouni e clicar em ‘Fazer inscrição’
  • Informe o seu número de inscrição e a senha cadastrada no Enem 2019;
  • Pesquise quais são as instituições e os cursos com ofertas disponíveis. Além disso, aqueles que possuem alguma deficiência ou que se autodeclararem indígenas, pretos ou pardos têm a chance de concorrer por meio da política de cotas
  • Escolha até duas opções da sua preferência (fique atento ao curso, instituição, campus e período)
  • Aguarde o resultado

Todos os dias, ao longo do período de inscrição, o sistema atualiza as notas de corte. O candidato poderá alterar as opções de acordo com as chances de ser aprovado.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Resultados Prouni 2021

O resultado da primeira chamada do Prouni 2021 será divulgado ainda neste mês, no dia 19 de janeiro, já a segunda chamada será divulgada em 1º de fevereiro.

Para participar, o candidato deve se encaixar em uma das seguintes categorias:

  • ter cursado o ensino médio completo na rede pública
  • ter sido bolsista integral em escolas particulares durante todo o ensino médio
  • ter alguma deficiência
  • ser professor da rede pública de ensino, na educação básica

O programa, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais, possibilita o acesso a vagas em universidades particulares e é destinado a quem não tem diploma de graduação. Para se inscrever é necessário validar os dados de cadastro no portal de serviços do governo federal e seguir para o site oficial do Prouni.

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo – por pessoa. Já para as bolsas parciais, de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes