Saiba como fazer a adoção de animais resgatados em Brumadinho

Animais foram vieram das áreas atingidas pelo rompimento da barragem da Vale

Em 25 de janeiro de 2019, a barragem B1 da Vale, localizada em Brumadinho (MG), rompeu e causou a morte de pelo menos 270 pessoas. A tragédia também deixou animais domésticos e silvestres em situação de risco. No caso dos pets, há histórias de moradores das áreas atingidas que precisaram deixar para trás os bichos. Boa parte desses animais está disponível para adoção em uma fazenda mantida pela mineradora em Brumadinho. Saiba como fazer a adoção dos animais de Brumadinho.

Como funciona a adoção de animais em Brumadinho?

Desde o rompimento da barragem, mais de 650 animais foram resgatados nas áreas atingidas pelo rompimento da barragem e nas localidades que precisaram ser evacuadas após a tragédia. Eles foram entregues à ONG Fazenda de Fauna, cujo abrigo é mantido pela Vale, e quase 300 já foram adotados. O restante segue no abrigo à espera de um tutor.

Na página “Me Leva Pra Casa” (www.vale.com/melevapracasa), é possível conhecer o perfil de cada animal disponível para adoção, com fotos e informações sobre porte, sexo, saúde e comportamento. Há também um telefone (ligação gratuita) para contato com a Central de Atendimento da ONG: 0800 031 0831.

A adoção de animais resgatados na região de Brumadinho pode ser feita por pessoas de todo o país. A única condição é que o interessado precisa buscar o pet na fazenda, que fica a 7km da cidade. Para algumas localidades, a ONG providencia o transporte gratuito.

Adoção animais brumadinho
As informações estão no site da campanha. Foto: reprodução/vale divulgação

 

A ONG conta com veterinários aptos para realizar entrevistas à distância e acompanhar a adaptação dos bichos nos seis primeiros meses depois de serem adotados. A Fazenda de Fauna incentiva a adoção realizando, caso haja interesse do adotante, vídeos dos cães e gatos disponíveis para adoção.

O interessado em adotar um animal da ONG Fazenda Abrigo de Fauna deve acessar o site da campanha, preencher um formulário de interesse com dados pessoais e a ID do cachorro ou gato desejado. Segundo a página, em até sete dias uma equipe entra em contato para fazer entrevistas e enviar mais dados, fotos e vídeos, caso seja necessário. Se for aprovado, o novo tutor pode então levar o animal para casa.

Nos períodos de festas e nas férias, o número de cães e gatos deixados nas ruas costuma aumentar significativamente e a quantidade de adoções tem uma redução considerável. Para tentar driblar a situação, em 2021, a Vale fez uma campanha com tema natalino com o objetivo de estimular a adoção de cães e gatos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), só no Brasil são mais de 30 milhões de animais abandonados.

Acolhimento de animais é feito desde 2019

Desde que a barragem B1, em Brumadinho, rompeu causando a morte de pelo menos 270 pessoas, a Vale mantém a Fazenda Abrigo de Fauna, que acolhe animais domésticos e silvestres resgatados nas áreas atingidas pela lama. Especialistas trabalham no local para cuidar dos bichos que foram encontrados em locais de obras, que ficaram em situação de risco nas comunidades ou que foram deixados para adoção por seus antigos tutores, que não podiam ficar com os animais.

O acolhimento dos animais faz parte de uma série de ações da Vale para recuperar a região atingida pela lama e minimizar os impactos da tragédia na natureza e nas comunidades locais. Um acordo firmado entre a mineradora e o governo mineiro previu a adoção de medidas na ordem de mais de R$ 37 bilhões.

Você pode gostar também