Como os animais se comunicam? Descubra sinais para entender os bichos

Eles não falam com palavras, mas os animais se comunicam com vários sinais que podem ser interpretados para entendê-los. Saiba mais como os bichos conversam entre si e com os humanos também.

Não precisa ser nenhum Dr. Dolittle para perceber que os animais se comunicam conosco. É claro, eles não falam com palavras, mas dão inúmeros sinais que podem ser interpretados para entendê-los.

E se com os humanos eles conseguem “conversar”, a comunicação entre seres da mesma espécie é ainda mais complexa.

Isso porque eles têm sentimentos, são capazes de compreender situações e não só reagir por instinto.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Animais falam de maneiras diferentes dos humanos
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Provavelmente, nós nunca saberemos exatamente o que os animais conversam entre si, mas com certeza essa troca existe. No entanto, a forma como os animais se comunicam não é feita com palavras, como no caso dos humanos.

Ademais, até mesmo nós não nos comunicamos apenas com palavras. Um olhar, por exemplo, não pode dizer muito? Para os bichos a comunicação é mais ou menos assim. Ela não é verbal.

Assim, pode ser química (que dependem do olfato e do paladar), acústica (sons), visual, tátil ou (acredite se quiser) elétrica.

 

Eles estabelecem comunicação visual

A comunicação visual é muito comum no mundo das aves, por exemplo. Principalmente nos rituais de acasalamento, a visão pode receber mensagens por meio da coloração das penas.

Os machos geralmente têm uma coloração mais chamativa, então são identificáveis por essa característica.

 

Pássaros usam muito a comunicação visual
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

As cores da borboleta-monarca, por exemplo, indicam aos predadores que elas não são um bom alimento, ou seja, são tóxicas ou têm um gosto muito ruim. Outros animais como sapos quando muito coloridos também apresentam a mesma característica.

Há ainda as danças de pássaro para cortejo das fêmeas. Através desse ritual, os machos demonstram à fêmea seu bom estado de saúde e seu compromisso com as crias. Um exemplo são os machos da espécie Ceratopipra mentalis, que impressionam suas fêmeas graças a um passo de dança muito semelhante ao “Moonwalk” do Michael Jackson.

Já os elefantes são animais que se comunicam entre o grupo com movimentos e gestos discretos. A curvatura da tromba ou uma dobra na orelha ajudam a transmitir informações entre eles. Ainda, complementam essa mensagem alguns sons como roncos ou coisa semelhante.

E sabe aquela expressão “fala como um papagaio”? Pois saiba que a repetição de sons que tagarelas fazem não é completamente sem sentido para eles. Na verdade, eles também são capazes de entender conceitos.

O papagaio africano Alex foi um dos pioneiros em ajudar nesse tipo de descoberta. Em resumo, ele era capaz não só de reconhecer palavras e contar, mas também de entender cores, formar palavras novas e até fazer piadas.

 

Eles usam elementos químicos para se comunicar

Sim, os animais se comunicam por substâncias químicas. Com certeza você já viu um cão cheirar o traseiro do outro assim que se veem.

Quando eles fazem isso, coletam uma “mensagem química” sobre o outro animal, como qual comida ele comeu, gênero e até o estado emocional.

Os lêmures também se comunicam assim. Eles possuem glândulas anais que liberam cheiros e marcam território.

Na época do acasalamento, os machos esfregam suas caudas peludas e listradas nas glândulas e tentam esfregá-la em outros machos. Quem ganha o duelo fica com a fêmea.

 

Lêmures se comunicam pelo cheiro
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

No mundo dos insetos, isso também acontece. As abelhas, por exemplo, passam mensagens graças a feromônios. A alteração deles comunica a presença de um perigo ou informações sobre as flores das quais extraíram o néctar.

É também pelos feromônios que as formigas indicam ao resto da colônia o caminho que devem seguir para chegar até a comida, fazendo as suas filas.

Ainda, os peixes se comunicam por hormônios presentes em sua urina.

 

Os animais se comunicam pelo tato

Quantas mensagens um abraço nos comunica? Pois é, também os animais se comunicam pelo tato com indivíduos da mesma espécie. Um caso assim é o do chimpanzé.

 

Animais se comunicam pelo tato
Imagem: Reprodução / Unsplash

Eles limpam uns aos outros, removendo seus parasita para fortalecer seu relacionamento. E eles ainda vivem se abraçando, se acariciando e se cutucando.

Os motivos para isso podem ser para se livrarem do estresse, para se cumprimentarem ou para aplacar a agressividade de um deles.

 

Eles não falam como os humanos, mas animais se comunicam pelo som

 

A comunicação dos animais pelo som é bem complexa. Apesar de eles não possuírem uma língua, se expressam por sons que podem indicar várias mensagens úteis para a sobrevivência.

Sons servem para avisar que acharam comida ou que um predador está próximo, por exemplo. Ou ainda que estão em época de acasalamento (como o canto dos pássaros).

Mas uma pesquisa sobre golfinhos do Sarasota Dolphin Research Program teve um resultado surpreendente a respeito de como esses animais se comunicam pelo som. A descoberta é que eles chamam um ao outro pelo nome.

 

Golfinhos chamam uns aos outros pelo nome
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Estudando os animais por 25 anos, concluíram que cada animal teu seu próprio assobio individual, que representa sua identidade. Assim, eles usam esse assovio quando querem encontrar o animal em questão. No entanto, essa comunicação só existe com animais que conviveram por um tempo considerável junto.

Já os cães da pradaria, vão ainda mais longe na comunicação verbal. Cientistas descobriram que eles conseguem alertar uns aos outros sobre a direção em que um predador se aproxima.

Mas não apenas isso. Eles ainda são capazes de descrever, em detalhes, a espécie, o tamanho, as cores e a forma de outros bichos.

 

 

Comunicação por sinais elétricos

Um jeito curioso que os animais usam pare se comunicar são os sinais elétricos.

Algumas espécies de peixes têm sistemas motores modificados que produzem pequenos choques elétricos. Então, usam essa mensagem para tentar encontrar membros da mesma espécie.

 

Como os animais se comunicam com os seres humanos

 

Ok. Existem muitas provas de que os animais se comunicam entre indivíduos da mesma espécie. Mas é verdade também que eles conversam com os humanos.

Para isso, também usam uma combinação dos sentidos como a visão, o tato e a “fala”.

 

Cães e gatos se comunicam com seus donos
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Mas as intenções da comunicação dos animais não são com as nossas, que as vezes queremos apenas jogar uma conversa fora. Geralmente eles comunicam coisas ligadas às suas necessidades ou vontades.

Assim, os animais se comunicam sem palavras. Quer dizer, quando seu cãozinho está sentado perto da porta olhando para fora, ele claramente está pedindo para ir passear. Ou se o seu felino está balançando o rabo, significa que está zangado e é melhor deixá-lo em paz por um momento.

Ainda, sabem demonstrar carinho. Os cachorros, por exemplo, demonstram seu amor através das lambidas e também pedem com suas patinhas por demonstrações de afeto. Já os gatos, costumam esfregar-se nas pessoas amadas.

E, sim, eles também entendem coisas que você diz. Mas não é porque entendem o significado da palavra, em si. Geralmente, eles leem os seus sinais corporais sobre uma mensagem, além do tom da sua voz, e o associam à palavra que você repete junto com eles.

Por exemplo: quando você diz “não”.  Se o seu pet faz algo de errado, você expressa corporalmente que está zangado e fala a palavra “não”. Antes de tudo, o pet simplesmente entende os sinais corporais de estar zangado.

No entanto, à medida que você repete essa combinação de fatores, ele vai entender o que você quer dizer com esse comando verbal.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes