B2B dará vantagem a empresa brasileira

A transformação digital, que anda em alta velocidade, também é caminho sem volta no comércio entre mais de uma empresa.

Apostando no avanço do e-commerce entre companhias, a Fast Channel 2013 do mesmo grupo da Fast Shop e há oito anos no mercado 2013 lançou o conceito B2B Tech, plataforma pioneira completa no ambiente B2B – Business to Business. “A evolução do relacionamento comercial entre as corporações em um país continental como o Brasil pode ampliar a competitividade das corporações locais em relação aos concorrentes estrangeiros, por causa da rapidez nas operações”. A opinião é de Giulio Salomone, CEO da Fast Channel. “Percebemos uma grande oportunidade na criação de ferramentas para a compra ou venda online entre empresas”, destaca o executivo italiano há dez anos no Brasil.

Pesquisa da Forrester indica que 71% dos compradores corporativos utilizam o Google antes de comprar, mas só 2% efetuam essa aquisição no ambiente online. Portanto, 98% das companhias ainda estão fora desse mercado , enfatiza. Esse mercado é estimado em três vezes maior do que o B2C. Ainda de acordo com Giulio Salomone, além de possuir um Full Service Digital com solução DSAS (Digital Sales as a Service), possibilitando a criação de um marketplace privado ou personalizado para companhias, a ferramenta da Fast Channel inclui uma estratégia de marketing digital adequada para esse tipo de comércio eletrônico, além da possibilidade de pagamento na internet. “Já temos uma dezena de grandes clientes e queremos chegar em 2023 com faturamento anual de R$ 1 bilhão”, diz o CEO. Neste primeiro ano, a receita deve ficar em R$ 100 milhões.

Empresa - tecnologiaEmpresa busca respostas utilizando a tecnologia

O CEO da Fast Channel comenta que boa parte das companhias brasileiras ainda não está ciente do quanto a transformação digital veio para ficar no mundo dos negócios. “É mais simples continuar com o modelo tradicional, com representantes e distribuidores. Fazemos nossos clientes entender não só a necessidade do presente, mas principalmente o que vai precisar daqui a cinco anos. O que vai ser da minha empresa? Conseguirá estar em todo o mercado nacional sem operar por meio da internet? Buscamos essas respostas utilizando a tecnologia”, afirma Salomone.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Três pesquisas eleitorais

Três pesquisas sobre a corrida presidencial devem ser divulgadas a partir de hoje. A do Instituto Ipsos não fez sondagem sobre a intenção de voto, mas avalia a aprovação dos principais candidatos e seus respectivos índices de rejeição. O Instituto Ipespe, contratado pela XP Investimentos, mede a intenção de votos sobre três cenários para o primeiro e segundo turnos. Na sexta (25), o Vox Populi, contratado pela CUT, simula o primeiro turno com Lula (PT) candidato, bem como o segundo turno, também considerando o ex-presidente no páreo.

PLANO DE VOO

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes