Romana Novais fala sobre parto de emergência por Covid-19

Médica teve complicação devido ao novo coronavírus e deu à luz com 32 semanas de gestação

Romana Novais, esposa do DJ Alok, falou sobre o parto de emergência por causa de complicações da Covid-19. Ela deu à luz Raika, com 32 semanas de gestação, no dia 2 de dezembro. “Apresentei um caso de CIDV, que é um caso raro, é muito perigoso. É quando a placenta sangra muito e ao mesmo tempo tem muito trombo, então os médicos precisam atuar com muita rapidez. É um distúrbio de coagulação. O quadro se estendeu pelo meu corpo e estava correndo risco de vida, foi uma situação muito complicada.”

Como foi o depoimento de Romana Novais sobre o parto?

A médica falou, em uma série de vídeos nos Stories do Instagram, sobre os momentos difíceis que ela e a família passaram. A situação começou na semana passada, quando sentiu dores no corpo. A princípio, pensou ser reação a uma vacina necessária para gestantes, mas o quadro se agravou e, por isso, fez o exame para saber se estava com o novo coronavírus.

“Sentia muita dor no corpo, pareciam que meus ossos tinham quebrado. Tudo fica muito obscuro, fiquei com muito medo da doença. Achei que a doença não traria muitos sintomas para gestantes, mas me enganei. Comecei a ter muita febre, não tive nenhuma alteração respiratória, cansaço. Na quarta-feira, que foi o dia do parto, comecei a sentir contrações.”

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Fez um ultrassom e aparentemente estava tudo bem, mas começou a sangrar muito logo em seguida. “Sou funcionária da saúde e estou acostumada com sangue, mas foi muito assustador.” O casal foi direto para o hospital. “Só pensava que tinha que salvar minha filha, queria resolver tudo logo.”

Imagem mostra parto de Romana Novais
(Foto: @romananovais/Instagram/Reprodução)

“Ela nasceu muito rápido, eu não estava esperando. Nem esperava que eu fosse conseguir fazer um parto natural, estava com muita dor, mas ela precisava sair. (…) Fiquei na UTI logo em seguida, a Raika também. Eu não tive opção, não pude pegar no colo, não pude amamentar. Tudo isso por conta do Covid.”

Romana Novais contou que a filha segue na UTI por ser prematura. Não pode visitá-la, só a vê pelo Facetime. “Isso pra mim é o mais difícil. Não vê-la, não poder tocar, amamentar. Mas diante de tudo que a gente viveu eu só tenho a agradecer a Deus por nunca abandonar minha família.”

Ela ainda pediu para as gestantes se cuidarem, porque a Covid-19 pode trazer complicações. “É uma doença muito violenta. Mesmo sendo jovem, sem riscos, me encontrei em uma situação que não desejo para ninguém. É muito assustador passar por isso, estou assustada até agora.”

Romana e DJ Alok anunciaram a gravidez em julho, seis meses após o nascimento do primogênito, Ravi. Em agosto, descobriram que esperavam uma menina.

Imagem mostra DJ Alok com as mãos em prece durante o parto da esposa
(Foto: @romananovais/Instagram/Reprodução)

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes