Covid-19: Rainha Elizabeth e Príncipe Philip serão vacinados por primeiro no Reino Unido

Rainha Elizabeth e Príncipe Philip podem estar entre os primeiros a receber a vacina de covid-19 do Reino Unido.

Rainha Elizabeth e Príncipe Philip serão vacinados por primeiro contra a covid-19 no Reino Unido.

De acordo com um relatório publicado no domingo (7), o objetivo da realeza receber a vacina antes é justamente para combater os anti-vacinas.

Assim, o Reino Unido é o primeiro país ocidental a dar a aprovação para uma vacina de covid-19.

Aos 94 anos, a rainha se junta ao marido como o primeiro grupo mais vulnerável na fila para a triagem da Pfizer / BioNTec, que acontece na terça-feira (8).

Mas ela pode fazer isso mais cedo e de forma pública para ajudar a dissipar os temores de segurança do país. Bem como para combater o movimento antivacina, disseram os assessores reais ao The Sunday Times de Londres.

 

Rainha elizabeth e príncipe philip serão vacinados
Imagem: reprodução / getty images

Rainha Elizabeth e Príncipe Philip serão vacinados por primeiro

De acordo com o jornal, essa não é a primeira vez que a rainha participa de uma vacinação de forma pública.

Em 1957, a rainha tornou público que seus filhos, o príncipe Charles e a princesa Anne – então com 8 e 6 anos – receberam a nova vacina contra a poliomielite. Assim, isso ajudou a aliviar a preocupação pública e ajudar milhões de pessoas a decidirem se vacinar.

O Sunday Times disse que “discussões delicadas têm ocorrido no mais alto nível do governo” sobre a melhor forma de usar figuras públicas para encorajar as pessoas a obter a nova vacina.

Os assessores reais insistiram ao jornal do Reino Unido que era uma “decisão pessoal” e “assunto privado” se a rainha faria a foto. Mas ela provavelmente “avisaria” depois.

O príncipe Charles – o herdeiro ao trono- e seu filho, o príncipe William, tiveram covid-19 nos meses anteriores.

 

Vacinação covid-19 no Reino Unido

De acordo com o presidente-executivo do NHS, Simon Stevens, o serviço de saúde se prepara para “a maior campanha de vacinação da história do país”.

Assim, cerca de 50 hospitais estão de prontidão e centros de vacinação em locais como centros de conferências estão sendo montados.

Embora a vacinação comece, as pessoas ainda precisam permanecer atentas. Bem como devem seguir as regras de restrições  da covid-19 para impedir a propagação do vírus, dizem os especialistas.

Fonte NY Post
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.