Fim da greve dos rodoviários no Rio de Janeiro: o que sabemos até agora

Greve paralisou transporte público na cidade do Rio

Nesta terça-feira, dia 29, os rodoviários do Rio de Janeiro entraram em estado de greve, após assembleia convocada pelo Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro (SINTRUCAD-RIO), que ocorreu nesta segunda-feira, dia 28, às 20h. Saiba qual a previsão para o fim da greve dos rodoviários no RJ, que afetou principalmente os BRTs. 

Quando será o fim da greve dos rodoviários no Rio de Janeiro

O fim da greve dos rodoviários no Rio de Janeiro está previsto para hoje, 29 de março. Ou seja, ainda nesta terça-feira os serviços de transporte público – como o BRT e ônibus coletivos – serão retomados.

De acordo com o SINTRUCAD-RIO, a decisão obedece determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que prevê pena de multa diária no valor de R$200.000 em caso de descumprimento, em que também designou o dia 4 de abril para realização de Audiência de Conciliação.  


“O Sindicato lamenta mais essa intervenção do Judiciário que favorece os patrões em detrimento dos direitos básicos dos trabalhadores e irá entrar com o recurso cabível”, informa no documento. Dessa forma, o fim da greve dos rodoviários deve ocorrer ainda nesta terça-feira, dia 29, em que fica também suspensa a assembleia da categoria marcada para esta tarde, até novo comunicado do sindicato. 

Qual o motivo da paralisação no Rio de Janeiro

A greve dos rodoviários do Rio de Janeiro tem como principal reivindicação a concessão do reajuste salarial da categoria, além da precariedade dos ônibus em circulação. Na quinta-feira, dia 24, por 4 votos a 3, o TRT extinguiu o dissídio coletivo em que o SINTRUCAD-RIO havia apresentado reconvenção para que fosse concedida a recomposição salarial dos rodoviários pela inflação acumulada desde 2019. Com esse resultado, o sindicato afirmou que “todas as tentativas de negociação foram esgotadas”. 

Devido ao movimento iniciado no primeiro minuto desta terça-feira, o Centro de Operações da Prefeitura do Rio anunciou que a capital entrou em Estágio de Mobilização, que indica quando há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade. 


O metrô, barcas, trens e VLT não foram afetados, por isso, a orientação da Prefeitura do Rio é para quem precisa trabalhar presencialmente que utilize esses transportes.

Acesse também: Vai ter paralisação dos professores em SP? Entenda

Você pode gostar também