10 países com a gasolina mais cara do mundo além do Brasil

O preço médio da gasolina por litro pelo mundo é de US$1,29

Com a alta do petróleo no cenário internacional, o Brasil também tem sofrido um grande impacto no preço dos combustíveis. Mas você sabia que ele não é o país com a gasolina mais cara do mundo? Confira abaixo as 10 nações que ocupam o ranking com a maior alta no produto em 2022.

Segundo levantamento realizado pelo GlobalPetrolPrices, que monitora 170 países diferentes, o preço médio da gasolina por litro pelo mundo é de US$1,29. Os países mais ricos têm preços mais altos e os mais pobres e os exportadores de petróleo acabam tendo preços consideravelmente mais baixos, com algumas exceções. Essa diferença deve-se a vários tipos de impostos e subsídios aplicados no combustível. Considerando os valores apurados pela plataforma até o dia 7 de março de 2022, estes são os 10 países com a gasolina mais cara do mundo:

Hong Kong (US$2,831/R$14,474) – Países com a gasolina mais cara do mundo

O galão de gasolina mais caro incluído no ranking foi vendido em Hong Kong por US$ 10,72, o que significa que abastecer até um carro pequeno quebraria a barreira dos US$ 100.

Noruega (US$ 2,693/R$13,765)

A Noruega tem os preços de combustível mais altos da Escandinávia e o segundo mais alto do mundo. Em sua defesa, no entanto, é também o 11º país do mundo em acessibilidade de mercado.

Dinamarca (US$2,401/R$12,276)

Em terceiro lugar dos países com a gasolina mais cara do mundo está a Dinamarca. Essa colocação pode não surpreender a maioria das pessoas, dada a notoriedade do país por ser extremamente caro. No entanto, a Dinamarca produz a maior parte de sua própria energia e possui consideráveis ​​reservas de petróleo graças à Groenlândia.

Os preços exorbitantes são, na verdade, uma decisão consciente do governo e dos cidadãos, com altos impostos destinados a aumentar as redes de segurança social e reduzir o consumo de petróleo. Apesar de ter petróleo suficiente, o país pretende ser independente dos combustíveis fósseis até 2050.

Luxemburgo (U$2,363/R$12,080) – Países com a gasolina mais cara do mundo

Luxemburgo é um dos países mais caros para combustível do mundo, mas é um dos menos caros da Europa Ocidental.

Suécia (US$2,294/R$11,729)

A Suécia é, na verdade, o país escandinavo mais barato para gasolina. É claro que os impostos são um fator, mas também o fato de a Suécia importar mais de 100% de seu consumo de petróleo. Isso, aliado à desvalorização da coroa sueca nos últimos anos, levou ao aumento dos preços.

Holanda (US$2,285/R$11,680)

A Holanda tem um dos preços de gasolina mais altos de toda a Europa, sendo Amsterdã a cidade mais cara do continente.

Tal como acontece com outros países europeus, a razão para os preços altos são os altos impostos sobre energia, com mais de 50% do preço do gás consistindo em impostos. Esta é a porcentagem mais alta de todos os países membros da União Europeia. Agora você pode entender por que os holandeses adoram bicicletas.

 

Finlândia (US$2,236/R$11,430) – Países com a gasolina mais cara do mundo

Tal como acontece com a Dinamarca, os altos impostos são os principais culpados por tornar a Finlândia um país caro para o combustível.

Israel (US$ 2,209/R$11,292)

Apesar de estar perto de vários países produtores de petróleo, Israel tem preços notoriamente altos da gasolina. Uma das principais razões para o combustível caro de Israel é sua forte dependência de importações, uma vez que produz menos energia do que usa. Há também tensão política com seus vizinhos ricos em petróleo, levando a dificuldades em chegar a acordos de importação.

Singapura (US$2,194/R$11,213)

Singapura pode ser pequena, mas alavancou sua localização e infraestrutura avançada para se tornar o maior país comercial de petróleo do Sudeste Asiático.

A cidade-estado possui refinarias de petróleo, mas ainda é um país importador líquido, o que significa que importa mais petróleo do que exporta. Isso faz sentido, uma vez que o país tem uma grande população que é bastante abastada e consome uma quantidade relativamente alta de energia.

Os impostos também contribuem para o preço do petróleo.

Alemanha (US$2,183/R$11,159) – Países com a gasolina mais cara do mundo

A Alemanha vem buscando de forma agressiva e decidida a redução de emissões há anos. Considerando isso, não é surpresa que seus preços altos na bomba tenham objetivo de desencorajar as pessoas a dirigir.

O estado expressou o desejo de continuar aumentando esses impostos gradualmente nos próximos anos, na esperança de que a maioria de sua população faça a transição para carros elétricos e pare de usar veículos, a menos que seja necessário.

Gasolina mais barata do Mundo

Os preços baratos da gasolina – embora não tão extremos – também podem ser observados em todo o norte da África e no Oriente Médio, bem como na Ásia Central e na Rússia. Na Argélia, por exemplo, a gasolina custava apenas cerca de US$ 1,20 por galão mais recentemente, enquanto na Rússia, o preço era de aproximadamente US$ 1,40.

Preço da gasolina no Brasil

Dos 170 países presentes no ranking, o Brasil encontra-se na 81ª posição das gasolinas mais caras do mundo. Mesmo com os novos ajustes anunciados pela Petrobras na quinta-feira, dia 10, não deve sofrer grandes alterações nessa situação atual. No entanto, os dados levantados pela plataforma não consideram a paridade de poder de compra, deixando de refletir o custo de vida em cada país.

Ainda no caso do Brasil, os impostos representam 37% do preço final da gasolina, quase o mesmo equivalente do preço cobrado pela Petrobras nas refinarias, que é 36%, segundo informações fornecidas pela própria estatal. Ao todo, o valor cobrado na bomba é composto pelo valor do ICMS, de distribuição e revenda, custo do etanol anidro, CIDE e PIS/Pasep e COFINS, e da realização da Petrobras. Diante disso, o preço final ainda costuma ter alterações para cada estado.

Leia também

Auxílio gasolina em 2022 chega a R$ 300; quem terá direito

Vai ter greve dos caminhoneiros em 2022? O que dizem as lideranças

Você pode gostar também
buy cialis online