Alimentos congelados com coronavírus: China evita importações após incidentes

Autoridades chinesas recomendaram às empresas locais que evitem importar alimentos congelados de países com grandes surtos de covid-19. Medida foi tomada após incidentes de alimentos congelados com coronavírus serem detectados no país.

Após registrar diversos incidentes de alimentos congelados com coronavírus, autoridades chinesas ordenaram aos importadores que evitem importar esses alimentos de países que sofreram surtos graves do vírus.

Segundo o Departamento de Comércio Municipal de Pequim, “a alfândega e os governos locais detectaram repetidamente o coronavírus em alimentos importados da cadeia de frios.  Provando então que há risco de contaminação”.

A agência pediu aos importadores que monitorem de perto a situação da pandemia em todo o mundo. Bem como “tomem a iniciativa de evitar a importação de alimentos da cadeia de frio de áreas gravemente atingidas pela pandemia”.

As empresas também são instruídas a melhorar seus mecanismos de advertência e relatório. Além disso, devem informar as autoridades rapidamente se o resultado for positivo.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Alimentos congelados com coronavírus
Imagem: Reprodução / Pixabay

Alimentos congelados com coronavírus

As autoridades de saúde, incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS), disseram que a possibilidade de contrair o coronavírus por meio da alimentação é baixa. 

Contudo, a China, que eliminou amplamente a transmissão doméstica do vírus, está em alerta máximo para possível recontaminação.

No mês passado, um lote de asas de frango congeladas importadas do Brasil testou positivo para o coronavírus na cidade de Shenzhen, no sul da China

Incidentes como estes geraram um aumento na triagem de alimentos importados em todo o país. Além de um maior escrutínio de produtos vindos de lugares gravemente atingidos pela pandemia, como o Brasil.

Até 7 de setembro, a China suspendeu as importações de dezenas de empresas alimentícias em pelo menos 19 países e regiões onde os trabalhadores foram infectados, de acordo com a mídia estatal.

No sábado, as autoridades alfandegárias disseram que as amostras retiradas da embalagem externa de produtos aquáticos russos importados na província de Shandong deram positivo para coronavírus. 

Bem como na sexta-feira a alfândega chinesa disse que a embalagem interna de um lote de peixe congelado do Brasil também testou positivo.

Informar Erro
Fonte CNN

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes