Arábia Saudita construirá uma cidade com zero emissão de carbono

A Arábia Saudita se comprometeu a construir uma cidade sem carros, apelidada de ‘The Line’, como o primeiro grande passo no desenvolvimento de sua futurística zona de negócios.

A Arábia Saudita construirá uma cidade com zero emissão de carbono dentro da  zona NEOM, centro de negócios futurista do país que terá sua construção feita ao longo da costa do Mar Vermelho.

O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman anunciou o lançamento da cidade, chamada ‘The Line’, em uma apresentação na TV no domingo (10).

De acordo com Salman, a eco cidade com “zero carros e zero emissões de carbono” terá capacidade para abrigar um milhão de residentes.

Além disso, ela terá instalações como escolas, postos de saúde e espaços verdes.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Dessa forma, a construção da cidade está prevista para começar no primeiro trimestre deste ano.

“Precisamos transformar o conceito de uma cidade convencional em futurista”, disse o príncipe Mohammed.

 

Arábia Saudita construirá uma cidade
Imagem: Reprodução/ Pexels

Arábia Saudita construirá uma cidade com zero carbono

De acordo com um comunicado da NEOM, a cidade terá um sistema de transporte público de alta velocidade planejado. Assim, as viagens dentro da cidade não deve demorar mais do que 20 minutos.

A inteligência artificial terá um papel importante no empreendimento, disse o comunicado. Além disso,  eles acrecentaram que a cidade “contará com energia 100% limpa,  e proporcionará assim ambientes livres de poluição, mais saudáveis ​​e mais sustentáveis ​​para os residentes”.

NEOM é um projeto principal de US$ 500 bilhões no noroeste da Arábia Saudita, que está programado para ser construído do zero em uma área de 26.500 quilômetros quadrados e ligar a Jordânia e o Egito através do território saudita.

Desde o seu anúncio em 2017, o NEOM despertou um grande interesse de diversos investidores. O megaprojeto de desenvolvimento recebeu uma promoção como algo saído de uma ficção científica.

O projeto deve gerar 380.000 empregos e contribuir com 180 bilhões de riais (US $ 48 bilhões) para o PIB do país até 2030.

A Arábia Saudita é o maior exportador de petróleo do mundo e também está entre os países mais poluentes.

Informar Erro
Fonte DW

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes