Energia limpa: Apple promete ser neutra em carbono até 2030

A gigante do setor de tecnologia, Apple assumiu o compromisso de eliminar a pegada de carbono de toda a sua cadeia de valor, incluindo fornecedores e parceiros.

A gigante Apple, uma das empresas líderes do segmento de tecnologia e com valor de mercado superior a 1,6 trilhões de dólares, inova mais uma vez. No dia 21 de julho, a empresa assumiu o compromisso de tornar toda a sua cadeia de valor neutra em emissões de carbono até 2030.

Inovação verde é uma oportunidade de negócios

Primeiramente, a Apple já tinha alcançado a marca de neutralidade de carbono em seus ativos corporativos. E agora busca zerar a pegada de carbono em toda sua cadeia de valor. A cadeia de valor da Apple inclui todos os seus prédios corporativos, suas fábricas, suas cadeias de suprimentos e todo o ciclo de vida de seus produtos. Dessa forma, todo dispositivo Apple vendido terá ZERO impacto ambiental. Para termos um parâmetro sobre a importância do compromisso é o fato que antecipa metas estabelecidas pela ONU em 20 anos.

“Os negócios tem uma oportunidade fantástica de ajudar a construir um futuro mais sustentável”, disse o CEO da Apple, Tim Cook. “As inovações de nossa jornada ambiental não são boas apenas para o planeta. Elas nos ajudaram a fazer produtos mais eficientes e trazer novas fontes de energia limpa. Ações climáticas podem ser a nova fundação de uma nova era de inovação, criação de empregos e crescimento econômico durável”.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Apple e 10 parceiros estão investindo cerca de 300 milhões de dólares para desenvolver 1 GW de projetos de energia limpa: solar e eólica

O plano de 10 anos para zerar a pegada de carbono

Vamos aos principais pilares do plano divulgado pela empresa. O plano com ações para os próximos 10 anos, detalha iniciativas para, primeiramente, reduzir 75% das emissões até 2030, enquanto desenvolve soluções inovadoras para remoção de carbono para os 25% restantes. As principais ações são:

1. Produtos projetados para baixo carbono:

Apple continuará sua política de uso de materiais recicláveis e de baixo carbono em seus produtos. Algumas inovações no processo de reciclagem, merecem destaque como a automação com robôs para recuperação de materiais. Um robô chamado “Dave” desmonta o iPhone para melhor recuperar materiais chaves, tais como: terra rara e tungstênio, enquanto também possibilita a recuperação do aço por outro robô chamado “Daisy”, na etapa seguinte de desmontagem dos celulares. Acima de tudo, todos os atuais dispositivos iPhone, iPad, Mac e Apple Watch são feitos com materiais reciclados.

2. Eficiência energética:

Apple buscará reduzir o consumo de energia em suas instalações e ajudará a mudança em sua cadeia de suprimentos. O número de instalações participando do programa de eficiência energética chegou a 92 prédios em 2019. Os resultados impressionam: cerca de 779mil toneladas de CO2 evitados e mais de 27 milhões de dólares economizados.

3. Energia limpa e renovável:

As operações da Apple permaneceram atendidas 100% por energia renovável e buscará atingir toda a cadeia de suprimentos com energia limpa. Hoje cerca 70 fornecedores já atuam com 100% de energia limpa na linha de produção da Apple. Além disso, a Apple já possui mais de 1GW de capacidade instalada com projetos solares e eólicos.

4. Inovação nos processos e materiais:

Inovações tecnológicas já estão sendo implementadas, como por exemplo: o primeiro processo de alumínio livre de carbono que serão insumo para o MacBook Pro.

5. Remoção de carbono:

Por fim, a Apple está investindo em florestas e outras soluções naturais para remover o carbono da atmosfera – investimentos em restauração e proteção de florestas e ecosistemas naturais já alcançou mais de 1 milhão de acres na China, nos EUA, na Colombia e no Quênia.

Bom exemplo de energia limpa é para ser seguido

Grandes empresas com operação no Brasil anunciaram recentemente investimentos relevantes em energia solar. Shell, Ambev e Vivo, por exemplo, possuem operações movidas com energia solar e demonstram que todos podem sair ganhando com a adoção das melhores práticas de energias renováveis.

A SUNWISE, empresa especializada em energia solar distribuída, reforça que a energia solar não está de forma alguma restrita às grandes corporações. De fato, seu modelo inovador de compartilhamento de fazendas solares possibilita que residências, comércios e indústrias atendidas em baixa tensão na área de concessão da CEMIG possam aderir à energia solar. Dessa forma, sem investimento algum, essas pessoas conseguem reduzir seus gastos de energia e contribuir para o meio ambiente.

Em suma, a energia solar é mais que uma ótima oportunidade de negócios. É uma oportunidade para todos participarem com a recuperação verde – compartilhando economias e aumentando o impacto positivo ao meio ambiente.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes