Coronavírus na Austrália: país registra o dia com mais mortes em meio à segunda onda

A Austrália registrou seu dia mais mortal da pandemia de coronavírus em meio à segunda onda de infecções em Melbourne.

0 498

O coronavírus na Austrália voltou a preocupar, principalmente na cidade de Melbourne. Nesta segunda-feira (10), o estado de Victoria – do qual Melbourne é a capital – registrou 19 mortes.

Além disso, o estado de Victoria teve cerca de dois terços do total de 314 mortes na Austrália e aproximadamente 21.400 casos.

Contudo, o número de infecções diárias – embora ainda na casa das centenas – caiu nos últimos dias. Isso gerou uma esperança de que o novo bloqueio implementando no estado esteja funcionando.

O segundo bloqueio de Melbourne começou há mais de um mês. Porém, desde 3 de agosto, os residentes estão sujeitos a um toque de recolher noturno e seguem exigências mais rígidas de segurança.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nesta segunda-feira, Victoria relatou 322 novos casos, abaixo de uma alta de 725 registrada cinco dias atrás. Outros estados relataram poucos ou nenhum caso.

De acordo com a BBC, mais de 100 mortes por coronavírus foram registradas em Victoria apenas na semana passada e as taxas de internação hospitalar também aumentaram.

 

coronavírus na austrália
Imagem: Reprodução / Linda Xu

Coronavírus na Austrália: segunda onda causa novo bloqueio 

Ao ver o números de casos de coronavírus na Austrália aumentar, o governo colocou novas medidas restritivas e bloqueios no país.

A capital Melbourne, teve, fábricas e outros negócios não essenciais fechados. Além disso, outras medidas incluem um toque de recolher noturno para os cinco milhões de residentes da cidade .

O toque de recolher noturno durará por seis semanas, das 20h às 5h. De acordo com as novas medidas, os únicos motivos válidos para sair de casa durante essas horas são o trabalho, assistência médica ou prestação de cuidados.

Da mesma forma, trabalhadores devem portar uma licença para sair de casa e o uso de máscaras em público é obrigatório.

Os residentes de Melbourne também só poderão fazer compras e se exercitar dentro de 5 km de suas casas. Nesse mesmo ínterim, o exercício fora de casa só será permitido por uma hora por dia.

Outra medida adotada é que apenas uma pessoa por família poderá fazer compras, e isso só pode acontecer uma vez por dia.

Embora as restrições generalizadas tenham deixado a população alarmada, o governo enfatizou que serviços essenciais como supermercados, postos de gasolina e bancos permanecem abertos.

 

Aumento das contaminações

A Austrália ainda se saiu melhor do que muitos países em geral devido às medidas eficazes de supressão no início da pandemia. Mas desde junho – quando a maioria dos australianos emergiu de um primeiro bloqueio – o surto em Melbourne aumentou.

De acordo com as informações divulgadas pelo governo australiano, as infecções da cidade representam mais de 70% do total de casos da Austrália desde o início da pandemia.

A suspeita é de que o novo surto  começou com as violações na quarentena de hotéis de viajantes infectados que retornaram do exterior.

Informar Erro
Fonte BBC

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes