A Origem da Pandemia: Como Surgiu o Coronavírus?

Equipes incansáveis de cientistas vem tentando entender as origens da pandemia. Finalmente, um time internacional de pesquisadores parece ter descoberto como surgiu o Coronavírus.

Cientistas chineses, europeus e americanos se juntaram para descobrir como surgiu o coronavírus, responsável pela emergência de saúde mais grave dos últimos tempos.

Através do mapeamento do genoma do vírus, descobriu-se que a linhagem do vírus circula em morcegos há décadas.

Além disso, essa linhagem pode incluir outros vírus capazes de contaminar seres humanos, o que nos alerta para a necessidade de prevenção de pandemias futuras.

 

Como Surgiu o Coronavírus: Uma História Genética

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“O material genético dos Coronavírus é altamente recombinante, diferentes partes podem vir de diferentes fontes.” explicou Maciel Boni, professor de biologia da Penn State.

“Isso dificulta a reconstrução do SARS-CoV-2. É preciso identificar as partes do vírus que foram recombinadas e rastrear sua história.”

Para isso, o time de cientistas precisou de especialistas em recombinação, datação filogenética, amostragem de vírus e evolução viral e molecular.

Após, as partes não-recombinantes foram reconstruídas para rastreamento da sua história e comparadas umas com as outras para identificação de seus antepassados.
Os cientistas conseguiram reconstruir as relações evolutivas entre o Covid-19 e seus parentes próximos que afetam morcegos e pangolins. Confira o artigo completo na publicação Nature Microbiology.

 

A Origem do Vírus nos Morcegos

 

Em síntese, a origem da pandemia está em um vírus que começou a infectar morcegos entre 40 a 70 anos atrás e seu parente mais próximo esteve em Yunnan, China.

Além disso, os cientistas descobriram mais uma característica que o Covid-19 tem em comum com seus parentes: o domínio receptor obrigatório, que permite que o vírus reconheça e se ligue a células humanas

Em outras palavras, isso quer dizer que outros vírus similares ao da pandemia e capazes de infectar seres humanos estão em circulação em morcegos.

Segundo David L. Robertson, professor de virologia computacional na Universidade de Glasgow Center, ainda que a contaminação tenha se dado através dos pangolins, isso não quer dizer que eles sejam um hospedeiros intermediário.

Ele explica que ainda que a outra característica chave da contaminação por Covid-19 só tenha sido percebida em vírus coletados em pangolins, os outros vírus podem ser capazes de pular do morcego para o homem.

Em conclusão, o time afirma que maiores amostragens dos vírus presentes nos morcegos selvagens é necessária para implementar um sistema de vigilância contra novas epidemias.

 

como surgiu o coronavírus 2

 

Para Evitar Outras Pandemias

 

“A chave para o sucesso é a vigilância” disse o professor Robertson, “é saber que vírus procurar e priorizar os que podem desde já infectar seres humanos.”

Para os cientistas, a resposta ao surto de coronavírus foi muito lenta e esse foi o problema. Assim, eles apontam a necessidade do desenvolvimento de um sistema de vigilância.

“Um sistema de vigilância muito mais abrangente e em tempo real deve ser colocado em prática. Assim os vírus serão detectados quando os números ainda estão em dois dígitos”, reforça Maciel Boni.

Apostando que essa não será a última pandemia que veremos e como seus números ainda crescem, os cientistas pretendem estar mais preparados quando a próxima chegar.

Mais informações no artigo da revista Fortune.

Informar Erro
Siga-nos no 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes