Coronavírus na Europa: países em alerta máximo com aumento de casos e retorno de bloqueios

O número de novas infecções diárias atingiu níveis recordes em alguns países. Bloqueios e restrições direcionados estão retornando em todo o continente.

 Um aumento dramático de novos casos de coronavírus na Europa foi caracterizado como um “alerta” pelo principal funcionário da Organização Mundial de Saúde na Europa.

“Temos uma situação muito grave se desenrolando diante de nós”, disse o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge, em uma coletiva de imprensa sobre a situação epidemiológica na região. 

“Os casos semanais já ultrapassaram os relatados quando a pandemia atingiu o pico pela primeira vez na Europa em março”, disse Kluge.

De acordo com Kluge, na semana passada, a contagem semanal da região ultrapassou 300.000 pacientes.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Mais da metade dos países europeus relataram um aumento de mais de 10% nos casos nas últimas duas semanas. Destes, sete países viram os novos casos notificados aumentarem mais do que o dobro no mesmo período”, acrescentou.

 

Coronavírus na Europa
Imagem: Reprodução / Thomas de LUZE

Coronavírus na Europa volta a preocupar

Enquanto as medidas de bloqueio impostas na primavera e no início do verão empurraram o número de novos casos em junho para o mínimo histórico, o número de casos em setembro “deve servir como um alerta para todos nós”, alertou o diretor da OMS.

Há várias semanas, tem havido preocupações crescentes na Europa com o que está sendo visto como um aumento alarmante de casos de coronavírus. Bem como o número de novas infecções diárias atingiram níveis recordes em alguns países.

O Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) alertou na quarta-feira que a taxa de notificação de novos casos “tem aumentado por mais de 50 dias em mais da metade de todos os países da UE”.

A Espanha tem o maior número de infecções confirmadas por coronavírus na Europa. De acordo com dados coletados pela Johns Hopkins University, o país tem 614.360 casos.

O país deve anunciar bloqueios direcionados em locais onde o vírus está se espalhando rapidamente e novas restrições de movimento na próxima sexta-feira.

 

Pandemia não acabou

O aumento no número de infecções relatadas foi, em parte, atribuído a regimes de teste mais sofisticados e ativos na Europa. 

Contudo, o ECDC disse na quarta-feira (16) que “embora o aumento dos testes contribua para uma melhor conscientização de todas as transmissões em curso, não é a única razão para o aumento de casos do covid-19”. Nesse sentido, ele vinculou o aumento ao relaxamento do distanciamento social e outras medidas preventivas.

Há preocupações de que os sistemas de saúde possam ficar sobrecarregados com a aproximação do inverno. Além disso, o ECDC observou que, com a aproximação da temporada de gripe, a preparação dos sistemas de saúde em toda a Europa é “vital”.

Informar Erro
Fonte CNBC

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes