Coronavírus na Espanha: país registra 1.525 novos casos em apenas 24 horas

Espanha vê aumento gradativo dos contágios desde o fim da quarentena. Madri é a cidade na Europa com mais números de mortes por coronavírus.

Os números de contaminações por coronavírus na Espanha voltaram a subir e deixaram o país em estado de alerta. Somente nesta sexta-feira (31) foram registrados mais de 1.500 novos casos.  

Logo após o fim da quarentena, 21 de junho, os casos de coronavírus na Espanha aumentaram sucessivamente. Segundo o relatório diário publicado pela Health, são relatados diariamente em média 2.000 novos casos no país. Somente na última semana, 14.198 novos diagnósticos foram publicados e 12 mortes foram registradas.

De acordo com o El País, mais da metade das contaminações recentes correspondem às cidades de Aragão e Madri, que registram mais casos do que a Catalunha há alguns dias.

Como resultado, as internações em hospitais sofreram um ligeiro aumento. Segundo o diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências, Fernando Simón, ainda não há lotação do sistema hospitalar. Porém, a cidade de Aragão, aumentou recentemente as áreas de unidades intensivas para atender os novos casos com sintomas graves.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

palácio de gelo em madri
©JAIME VILLANUEVA

Madri é a cidade com mais casos de coronavírus na Espanha e na Europa

Segundo um relatório publicado pelo Instituto Nacional de Estatística do Reino Unido (ONS), Madri é a cidade com maior mortalidade por coronavírus na Europa.

O relatório comparou mortes por todas as causas na Europa na primeira metade do ano. Em síntese, a ONS concluiu que o pico mais alto de excesso de mortalidade ocorreu em Madri na semana de 27 de março, quando quatro vezes mais pessoas morreram do que o normal.

O Palácio de Gelo em Madri chegou a ser  usado como necrotério durante as piores semanas da crise da pandemia.

Após o pico de Madri, a segunda cidade com maior excesso de mortalidade (aumento de 316,6%) foi Barcelona, que começou a enfrentar sua maior crise na semana de  3 de abril. 

Enquanto os casos aumentam, a possibilidade de uma segunda onda de infecções preocupa a comunidade internacional. Recentemente o Reino Unido passou a solicitar quarentena obrigatória de 15 dias a viajantes vindos da Espanha.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes