Dinossauro parecido com papagaio é descoberto na Mongólia

Um dinossauro parecido com papagaio foi recém-descoberto na Mongólia. A espécie tinha um bico longo e sem dentes, além de dois dedos em cada antebraço.

Um dinossauro parecido com papagaio foi descoberto na Mongólia. A espécie recém-descoberta é de um dinossauro desdentado e de dois dedos que viveu há mais de 68 milhões de anos.

Além disso, ele pertence a um grupo de animais parecidos com papagaios.

A espécie incomum tinha um dedo a menos em cada antebraço. Nesse sentido, isso sugere uma adaptabilidade que permitiu aos animais se espalharem durante o período cretáceo tardio, dizem os pesquisadores.

Assim, vários esqueletos completos da nova espécie foram desenterrados no deserto de Gobi, na Mongólia, por uma equipe liderada pela Universidade de Edimburgo.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Dinossauro parecido com papagaio
Imagem: Reprodução / Gregory Funston

Dinossauro parecido com papagaio

Chamados de Oksoko avarsan, as criaturas com plumas e onívoras atingiam cerca de dois metros de comprimento e tinham apenas dois dedos funcionais em cada antebraço.

Além disso, os animais tinham um bico grande e sem dentes, semelhante ao tipo visto em espécies de papagaios hoje.

Os fósseis, notavelmente em boa preservação, forneceram a primeira evidência de perda de dedos na família de dinossauros de três dedos, conhecidos como oviraptores.

Nesse sentido, a descoberta de que eles podem evoluir para adaptações dos membros anteriores sugere que o grupo pode alterar suas dietas e estilos de vida. Bem como permitiu que eles se diversificassem e se multiplicassem, diz a equipe.

Os pesquisadores estudaram a redução no tamanho e a eventual perda de um terceiro dedo ao longo da história evolutiva dos oviraptores. Os braços e as mãos do grupo mudaram drasticamente com as migrações para novas áreas geográficas – especificamente para o que hoje é a América do Norte e o deserto de Gobi.

 

Uma espécie jovem

A equipe também descobriu que Oksoko avarsan – como muitas outras espécies pré-históricas – eram jovens. Os restos fósseis de quatro jovens dinossauros foram preservados juntos.

O Dr. Gregory Funston, da Escola de Geociências da Universidade de Edimburgo, que liderou o estudo, disse: “Oksoko avarsan é interessante porque os esqueletos são muito completos. A forma como foram preservados descansando juntos mostra que os jovens vagavam juntos em grupos”. 

“Contudo, o mais importante, sua mão com dois dedos nos levou a observar como a mão e o membro anterior mudaram ao longo da evolução dos oviraptores. A princípio isso não foi estudado antes. Isso revelou algumas tendências inesperadas que são uma peça-chave no quebra-cabeça de porque os oviraptores eram tão diversos antes da extinção que matou os dinossauros”, acrescentou.

Informar Erro
Fonte SciTechDaily

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes