EUA reforçam a segurança antes da posse de Joe Biden

As autoridades dos EUA estão enviando tropas para proteger a cerimônia de posse de Joe Biden dias após o motim no Capitólio. O FBI alertou sobre protestos armados em todo o país.

EUA reforçam a segurança antes da posse de Joe Biden. 

As agências policiais do país aumentaram as medidas de segurança para a posse do presidente eleito Joe Biden em 20 de janeiro. Os temores são por conta da invasão dos partidários de Donald Trump no Capitólio na última semana.

O secretário interino do DHS, Chad Wolf, horas antes de sua renúncia na segunda-feira (11), disse que instruiu o Serviço Secreto dos EUA a iniciar as operações do Evento de Segurança Especial Nacional em 13 de janeiro.

Assim, ele citou “os eventos da semana passada e a evolução do cenário de segurança que levou à inauguração” para adiantar os acordos especiais de segurança em quase uma semana que o planejado originalmente.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Além disso, ele acrescentou que as agências federais, estaduais e locais “continuarão a coordenar seus planos e alocar recursos para este importante evento”.

O Serviço Secreto chefia as operações de segurança para eventos, incluindo inaugurações presidenciais, consideradas de importância nacional.

 

EUA reforçam a segurança
Imagem: Reprodução / Pexels

EUA reforçam a segurança 

A Guarda Nacional recebeu autorização na segunda-feira para enviar até 15 mil soldados a Washington como medida de segurança para proteger a capital.

Assim, cerca de 10.000 soldados chegarão no sábado para ajudar na segurança, logística e comunicações.

Além disso, os turistas foram proibidos de visitar o Monumento a Washington até 24 de janeiro.

Uma inauguração presidencial normalmente atrai centenas de milhares de visitantes a Washington. Mas, desta vez, tanto os organizadores quanto a prefeita de Washington, Muriel Bowser, pediram aos americanos que não viajassem à capital.

De acordo com o novo chefe da polícia do Capitólio em exercício, Yogananda Pittman, não haverá acesso público ao terreno do Capitólio durante a posse.

 

FBI alerta sobre protestos armados

Um boletim interno do FBI no domingo alertou sobre protestos armados planejados em todas as 50 capitais dos estados e em Washington DC no período que antecede a posse.

Os protestos em todo o país podem começar no final desta semana e se estender até a cerimônia de inauguração em Washington.

“Protestos armados estão sendo planejados em todas as 50 capitais estaduais de 16 de janeiro a pelo menos 20 de janeiro. E, no Capitólio dos EUA de 17 a 20 de janeiro”, disse o boletim, de acordo com um funcionário citado pela Associated Press.

Informar Erro
Fonte DW

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes