Covid-19: França anuncia toque de recolher mais apertado

França anuncia toque de recolher mais apertado no país para conter o coronavírus.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, anunciou que um novo toque de recolher noturno começará nacionalmente em toda a França a partir das 18h de sábado.

A medida é um endurecimento de um toque de recolher já em vigor desde dezembro, que restringe a movimentação das 20h às 06h.

De acordo com Castex, a situação do país é “preocupante”, com infecções permanecendo em um “patamar elevado”.

- PUBLICIDADE -

Além disso, ele também anunciou novas restrições para pessoas que chegam ao país.

A França registrou até agora mais de 69.000 mortes por coronavírus – o sétimo maior número de mortes no mundo.

 

Imagem: Reprodução / Pixabay

França anuncia toque de recolher 

O novo toque de recolher nacional permanecerá em vigor por pelo menos 15 dias. Assim, isso significa que todos devem estar em casa, a menos que estejam voltando da escola ou do trabalho, até as 18h todos os dias.

Além disso, todas as lojas e negócios terão que fechar quando o toque de recolher começar, exceto para serviços de emergência.

A restrição noturna mais severa já estava em vigor em algumas regiões do leste do país, que apresentam as maiores taxas de infecções. De acordo com o Conselho Científico da França, as restrições ajudaram a diminuir o número de infecções.

Contudo, algumas pessoas criticaram o toque de recolher, alegando que criará grupos maiores de pessoas, todos tentando chegar em casa a tempo.

- PUBLICIDADE -

A treinadora do rúgbi feminino, Felicie Guinot, mora em Marselha, onde já foi estabelecido um toque de recolher. Ela disse à agência de notícias AP que o tráfego da hora do rush em Marselha estava intenso .

“É uma confusão para que todos possam estar em casa às 18h”, disse ela.

Coronavíruscovid-19França
Comentários (0)
Comentar