França fecha fronteiras para cidadãos de fora da UE

O primeiro ministro fez o anuncio na televisão ontem (29) e afirma que ainda há tempo para evitar outro lockdown no país.

O primeiro-ministro da França, Jean Castex anunciou ontem (29) que o país vai fechar as fronteiras para estrangeiros que não são cidadãos da União Europeia a partir de domingo (31). A medida visa frear o avanço da COVID-19. Apenas poderão entrar na França pessoas com autorização e que apresentarem teste PCR negativo para o coronavírus.

A medida já estava valendo desde o dia 24 para o transporte marítimo e aéreo, agora deve ser ampliada para vias terrestres também.

Fronteiras fechadas na França

“As entradas e saídas de nosso território com destino ou proveniência em um país externo à União Europeia serão vetadas, salvo motivos imperativos”, disse o primeiro-ministro Jean Castex.

O presidente Emmanuel Macron está tentando evitar um novo lockdown dentro do país. Essa foi uma das medidas tomadas para conter o avanço da doença.

Leia também

Primeiros casos da gripe aviária H5N8 são reportados na…

Papa dá à Cúria Romana livro para meditação durante a…

“Ainda podemos nos dar a chance de evitar o lockdown”, afirmou Castex. “A polícia vai se mobilizar para controlar o descumprimento do toque de recolher, a organização de festas clandestinas e a abertura ilegal de restaurantes em proporções crescentes”.

O país já totaliza cerca de 3,2 milhões de casos e quase 76 mil óbitos durante a pandemia. A falta de vacinas diminuiu a velocidade da vacinação na França também. Segundo o primeiro-ministro, o país vacinou até o momento 1,45 milhão de pessoas.

Além disso, o governo determinou o fechamento de grandes shoppings centers e o reforço da fiscalização do toque de recolher noturno.

- PUBLICIDADE -

Alemanha

Além da França, a Alemanha fechou as fronteiras terrestre, marítima e aérea para pessoas vindas de países fortemente afetados pela COVID-19. Na lista estão países como Reino Unido e Brasil. Mas o decreto alemão tem mais exceções do que o francês. Por exemplo, podem entrar no país alemães que vivem nesses países, cidadãos desses países residentes na Alemanha ou passageiros em trânsito.

A medida começa a valer amanhã e vai até o dia 17. A Alemanha já soma 2.207.278 casos confirmados e 56.238 mortes pela covid-19 segundo a Johns Hopkins.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes