Holanda inicia campanha de vacinação contra a covid-19

País campanha de vacinação contra a covid-19 quase duas semanas depois da maioria das outras nações da UE.

A Holanda inicia campanha de vacinação contra a covid-19 quase duas semanas depois da maioria das outras nações da UE.

No país, os primeiros a receberem a vacina são as equipes de enfermagem e funcionários da linha de frente em hospitais.

Sanna Elkadiri, uma enfermeira de uma casa de repouso para pessoas com demência, foi a primeira a receber uma injeção da vacina Pfizer-BioNTech em um centro de vacinação em massa em Veghel, sudeste da capital Amsterdã.

O governo holandês sofreu críticas ferozes por seu início tardio da vacinação. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O primeiro-ministro Mark Rutte disse aos legisladores em um debate na terça-feira (5) que as autoridades concentraram os preparativos para receber a vacina da Universidade de Oxford. Contudo, ela ainda não recebeu liberação para uso na UE. 

Assim, os preparativos para a começar a vacinação com a Pfizer levaram um pouco mais de tempo.

 

Holanda inicia campanha de vacinação
Imagem: Reprodução q Pexels

Holanda inicia campanha de vacinação

“Finalmente, após 10 meses, hoje estamos começando a acabar com esta crise”, disse o ministro da Saúde holandês, Hugo de Jonge. 

Mas ele também avisou que “vai demorar um pouco para deixar todos esses acontecimentos para trás”.

A vacina Pfizer-BioNTech, que requer armazenamento ultrafrio antes de ser usada, é a única vacina aprovada até agora pela Agência Europeia de Medicamentos. 

Contudo, nesta quarta-feira, a agência também deu sinal verde para mais uma vacina contra o coronavírus feita pela Moderna. Agora, falta a UE aprovar.

 

Coronavírus na Holanda

De acordo com as autoridades de saúde, eles planejam vacinar no máximo 66.000 profissionais de saúde por semana a partir de 18 de janeiro.

A Holanda está em um bloqueio severo de cinco semanas imposto quando as taxas de infecção aumentaram em todo o país. Nos últimos dias, essas taxas caíram. Mas o instituto de saúde pública do país disse que o bloqueio ainda não produziu um efeito claro sobre o número de contaminações.

Quase 12.000 pessoas morreram de covid-19 na Holanda desde o início da pandemia. Contudo, na realidade este número pode ser ainda maior visto que nem todas as pessoas que morreram com os sintomas fizeram testes.

Fonte ABC

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes