Joe Biden é vacinado contra a covid-19 ao vivo na TV

O presidente eleito Joe Biden recebeu sua primeira dose da vacina Pfizer contra a covid-19. Biden disse aos americanos que a vacina é segura.

Joe Biden é vacinado contra a covid-19 da Pfizer. A transmissão foi feita ao vivo na TV.

De acordo com Biden, ele queria mostrar aos americanos que é “seguro tomar” a vacina.

Assim, Biden se junta a um número crescente de líderes políticos que recebem a vacina publicamente.

Até o momento, mais de 500.000 americanos já foram vacinados.

“Estou fazendo isso para demonstrar que as pessoas devem estar preparadas, quando disponível, para tomar a vacina. Não há nada com que se preocupar. Estou ansioso para a segunda dose”, disse Biden logo após receber sua vacinação.

“Devemos muito a essas pessoas. Os cientistas e as pessoas que criaram isso e os funcionários da linha de frente, as pessoas que realmente fizeram o trabalho clínico, é simplesmente incrível”, disse Biden. “Devemos muito a vocês, realmente devemos”.

 

Joe biden é vacinado
Imagem: reprodução / getty images

Joe Biden é vacinado

Além disso, Biden disse que o governo Trump “merece algum crédito” por lançar o programa de vacinas do país.

A esposa de Biden, Jill Biden, recebeu sua primeira dose ontem de manhã (21), disse o presidente eleito. A companheira de chapa de Biden, a vice-presidente eleita Kamala Harris e seu marido Doug Emhoff, devem receber suas primeiras vacinas na próxima semana.

A equipe de Biden estabeleceu uma meta de 100 milhões de vacinações nos EUA durante os primeiros 100 dias do governo na Casa Branca.

Durante a pandemia, os EUA registraram mais de 18 milhões de casos e 319.000 mortes.

 

Trump ainda não recebeu a vacina

O presidente Donald Trump, que passou três dias no hospital com o coronavírus em outubro, não disse quando pretende receber a vacina.

O presidente é agora um dos últimos funcionários eleitos do país a não receber a primeiro dose de dois jabs.

“Não estou programado para tomar a vacina. Mas estou ansioso para fazer isso no momento apropriado”, escreveu Trump em um tweet de 13 de dezembro.

Alguns de seus conselheiros defenderam a demora, dizendo que ele ainda está protegido pelos tratamentos que recebeu para vencer o vírus.

Fonte BBC
Você pode gostar também