Nitrato de amônio: saiba o que é a substância por trás de desastres

Utilizado como fertilizante, o composto químico é também usado como explosivo e na fabricação de bombas.

A explosão devastadora em um porto em Beirute no dia 4 de agosto, que matou mais de 100 pessoas e feriu pelo menos 4.000, parece ter se originado de uma unidade de armazenamento que abrigava enormes quantidades de nitrato de amônio. Mas afinal, o que é esta substância capaz de causar tamanho estrago?

 

O que é nitrato de amônio?

nitrato de amônio apresenta forma granulada na cor branca
Nitrato de amônio: produto é matéria-prima de fertilizantes e tem potencial explosivo (Foto: Abisolo/Divulgação)

O nitrato de amônio, NH4NO3, é um sal composto derivado da neutralização da amônia. A substância química é muito utilizada como fertilizantes na agricultura, mas também pode ser usada como explosivo e na fabricação de bombas. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De fato, quando puro tem coloração branca, é inodoro e aspecto granulado. Apesar de ser altamente explosivo, o nitrato de amônio é incapaz de causar um incêndio sozinho, mas exige cuidados para armazenamento.

Em entrevista à BBC, o professor do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), Reinaldo Bazito, afirmou que o nitrato de amônio “é um material seguro se armazenado de maneira adequada, conforme a legislação e normas pertinentes, para evitar incêndios e explosão em caso de incêndio. Embora haja casos de explosões, o número de acidentes em relação à quantidade de vezes que ele é utilizado e transportado no mundo é pequeno, proporcionalmente”.

A substância reage facilmente com outros componentes químicos, por ser um forte oxidante. Além disso, ele se decompõe, de maneira rápida, quando exposto a altas temperaturas, em torno de 210°C, e se torna altamente explosivo quando aquecido a 300ºC.

 

Para que serve o nitrato de amônio?

O composto químico é importante para a agricultura por ser fonte de nutrientes básicos para vida e crescimento das plantas, os chamados nutrientes NPK – nitrogênio, fósforo e potássio.

No Brasil, o nitrato de amônio é utilizado em culturas de leguminosas, milho, cana-de-açúcar, café e citros.

 

Quais os danos a saúde o composto pode causar?

Jovem mulher sentada em um sofá azul, tossindo com uma mão sobre o peito
A inalação da fumaça tóxica pode causar sérios danos respiratórios. (Foto: Freepik)

A fumaça causada pela decomposição do nitrato de amônio é altamente tóxica.

Por ser resultado de uma reação química com amônia, o composto pode causar irritação a pele e aos olhos, e se inalada, pode provocar queimaduras graves no sistema respiratório, dentre eles a dificuldade para respirar e a peneumonite química, chamada também de pneumonia por aspiração.

 

Acidentes no Brasil com nitrato de amônio 

Todos os anos, o Brasil importa ao menos 1 milhão de toneladas de nitrato de amônio. A substância também já causou acidentes aqui, mas em proporções muito menores do que o ocorrido em Beirute.

 

Tanque da Vale Fertilizantes – 2017

incêndio em Cubatão. Fumaça alaranjada e parte superior da empresa onde aconteceu o acidente
Segundo informou empresa, incêndio atingiu correia transportadora (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Em 2017, o Polo Industrial de Cubatão, região litorânea de São Paulo, um dos tanques que armazenava o nitrato de amônio explodiu e causou um grande incêndio na Rodovia Cônego Domênico Rangoni. Na época do acidente, a empresa pertence a Vale Fertilizantes. Ainda hoje, é a única fornecedora de fertilizantes com nitrato de amônio no país. Além da substância, ácido súlfurico foi liberado na atmosfera, com a queima dos compostos químicos. 

Não houve nenhuma vítima fatal e nem feridos. 

 

São Francisco do Sul – 2013

fumaça de nitrato de amônio em explosão em Santa Catarina, 2013
Fumaça tomou conta da região durante três dias em São Francisco do Sul (Foto: Arquivo ND/Divulgação)

Antes do acidente em Cubatão, uma explosão com nitrato de amônio aconteceu em São Francisco do Sul, em Santa Catarina, em 2013. 

O acidente poderia ter sido um dos piores da história, devido a quantidade de nitrato de amônio que causou a explosão. Cerca de 10 mil toneladas estavam armazenadas no local, ou seja, quase 5 vezes maior que a de Beirute. 

Contudo, no caso de São Francisco do Sul, o nitrato de amônio estava junto com cloreto de potássio, o que diminui o potencial explosivo, pois o segundo composto é uma substância inerte, pouco reagente. Já em Beirute, a substância era pura, sendo assim mais suscetível a decomposição e com grau de explosão muito maior.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente em Santa Catarina não foi bem uma explosão. Não houve fogo, a fumaça foi resultado da decomposição da substância em alta escala, dada a quantidade existente no local. Dessa forma, o ocorrido foi classificado como ‘incêndio químico’.

 

Acidentes no mundo envolvendo nitrato de amônio

Vários acidentes com nitrato de amônio já ocorreram no mundo. Dentre eles, em uma Usina em Oppau  (Alemanha, 1921), no Porto de Texas City (Estados Unidos, 1947), na Usina de Toulouse (França, 2001) e incêndio no Armazén do Porto de Tianjun (China, 2015).

Porém, um incidente envolvendo o nitrato de amônio tem sido lembrado em todo mundo: o atentado de Oklahoma em 1995, nos Estados Unidos.

Atentado de Oklahama – 1995

Fotografia aérea do Edifício Federal Alfred P. Murrah após o atentado
Fotografia aérea do Edifício Federal Alfred P. Murrah após o atentado. (Foto:Reprodução/Wikipedia)

O crime é um dos maiores atentados domésticos já ocorridos nos Estado Unidos.

Na atentado, uma bomba feita com duas toneladas de nitrato de amônio foi detonada na frente de um edíficio federal na Cidade de Oklahoma. Ao todo, 168 pessoas morreram e 700 ficaram feridas. Entre as vítimas fatais estavam crianças e mulheres.

Depois do ocorrido, os Estados Unidos criaram regras mais rígidas para o armazenamento do composto químico.  Dentre elas, a lei norte-americana determina que armazéns com mais de 900 kg de nitrato de amônio devem ser rigorosamente vistoriadas e inspeções regulares.

 

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes