Nova Zelândia aprova lei da eutanásia para pessoas com doenças terminais

Nova Zelândia aprova lei da eutanásia. A população votou pela legalização da eutanásia no que os ativistas chamam de “uma vitória pela compaixão e bondade”.

Nova Zelândia aprova lei da eutanásia. A população votou pela legalização da eutanásia no que os ativistas chamam de “uma vitória pela compaixão e bondade”.

Os resultados preliminares mostraram que 65,2% dos eleitores apoiaram o “End of Life Choice Act” que entrou em vigor como uma nova lei.

Assim, a lei permitirá que pessoas em estado terminal com menos de seis meses tenham a oportunidade de escolher ter uma morte assistida se receber a aprovação de dois médicos.

Contudo, os resultados do referendo não incluem uma estimativa de 480.000 votos especiais, que possui cédulas no exterior. Dessa forma o resultado final não receberá confirmação até 6 de novembro. Mas com um apoio tão forte, a decisão não deve mudar.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O referendo é vinculativo e a lei deve entrar em vigor em novembro de 2021. Ele foi realizado paralelamente às eleições gerais deste mês.

Assim Nova Zelândia poderá se juntar a um pequeno grupo de países, como Holanda e Canadá, que permitem a eutanásia.

 

Nova Zelândia aprova lei da eutanásia
Imagem: Reprodução / Pexels

Nova Zelândia aprova lei da eutanásia 

O End of Life Choice Act foi aprovado pelo parlamento em 2019, após anos de debate parlamentar e um número recorde de apresentações públicas.

Mas havia a condição de que fosse primeiro submetido a um referendo, só entrando em vigor se mais de 50% dos eleitores assinalassem “sim”.

Há uma série de critérios que uma pessoa deve atender para solicitar morte assistida. Esses incluem:

  • sofrendo de uma doença terminal que provavelmente terminará com sua vida em seis meses
  • mostrando um declínio significativo na capacidade física
  • ser capaz de tomar uma decisão informada sobre morte assistida

A legislação autoriza um médico ou enfermeiro a administrar ou prescrever uma dose letal de medicamento a ser tomada sob sua supervisão, desde que cumpridas todas as condições.

A lei também diz que uma pessoa não pode ser elegível para morte assistida com base na idade avançada, doença mental ou deficiência apenas.

Informar Erro
Fonte BBC

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes