Primeiros casos da gripe aviária H5N8 são reportados na Rússia

Sete funcionários de uma granja no sul do país foram infectados pela nova cerpa, mas todos passam bem.

A Rússia reportou à Organização Mundial da Saúde (OMS) o primeiro caso da nova cepa da gripe aviária, chamada H5N8, em humanos no país. O anunciou foi feito pela chefe da agência russa de vigilância sanitária, Anna Popova, ontem (20), a rede de televisão russa Rossiya 24. A transmissão se deu entre aves e humanos e não foi registrada apenas entre humanos. Ainda segundo Popova a situação está controlada.

Gripe aviária na Rússia

Em entrevista à rede estatal, Popova afirmou que “Relatamos o caso à OMS há vários dias, quando tivemos certeza absoluta do que nossos resultados apresentavam”. A doença atingiu sete funcionários de uma granja no sul do país após um surto do vírus entre aves. Segundo a chefe da agência sanitária, o caso está controlado e os infectados tiveram apenas sintomas leves e se recuperam bem da doença.

Popova afirmou ainda que não há indícios de que exista a transmissão da nova cepa entre humanos. A contaminação se dá apenas pelo contato com os animais. Outros surtos da H5N8 já foram registrados na Rússia, Europa, China, Oriente Médio e Norte da África nos últimos meses, contudo apenas em aves. Além disso, recentemente, milhões de animais foram sacrificados na França por conta da contaminação pelo vírus.

Leia também

Papa dá à Cúria Romana livro para meditação durante a…

Quem assume o trono após a morte da rainha Elizabeth II?

Apesar de a Rússia alegar que a situação está controlada, Popova argumentou que o mundo tem tempo para se preparar para enfrentar a nova doença, criando testes e vacinas caso a infecção se espalhe e seja considerada perigosa. O laboratório russo Vektor, que descobriu a cerpa, também afirmou que é necessário começar a fazer pesquisas para desenvolver testes e vacinas contra a gripe aviária.

A OMS também afirmou que é preciso monitorar a doença e os novos casos. Embora seja rara a transmissão entre humanos, é preciso ficar atento ao seu potencial de mutação. Pois as variantes da gripe aviária podem “causar doenças graves em humanos” que têm “pouca ou nenhuma imunidade contra o vírus”.

gripe aviária
OMS afirma que é preciso ficar atento à doença (Foto: Agência Brasil)

Gripe aviária

- PUBLICIDADE -

A gripe aviária é uma infecção causada pelo vírus influenza nas aves. Existe desde 1997, quando foi descoberta em Hong Kong em uma população de frangos. Todos os animais da espécie estão suscetíveis à contaminação. Contudo, devido à mutações, é possível que seres humanos sejam contaminados pelo vírus também. Além da H5N8, as variações H7N9 e H9N2 também podem se espalhar nos humanos. Os sintomas começam dentro de dois a oito dias e podem ser semelhantes aos da gripe comum, como tosse, dor de cabeça, indisposição ou febre.