Cientistas revertem o processo de envelhecimento humano em estudo inovador

Cientistas afirmam que conseguiram reverter o processo de envelhecimento humano em um grupo de idosos através de um tratamento com oxigênio.

Cientistas reverteram com sucesso o processo de envelhecimento humano em um estudo inovador.

Dessa forma eles afirmam que conseguiram reverter o processo de envelhecimento humano em um grupo de idosos através de um tratamento com oxigênio. 

De acordo com os pesquisadores, o tratamento com oxigênio alterou os corpos das pessoas idosas em nível celular para o que eram 25 anos antes.

Em um estudo único, os cientistas usaram a oxigenoterapia para reverter dois indicadores-chave do envelhecimento biológico – o encurtamento dos telômeros e o acúmulo de células senescentes com defeito.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

À medida que os humanos envelhecem, seus corpos sofrem o encurtamento dos telômeros – as capas protetoras dos cromossomos – o que leva a doenças como câncer, Alzheimer e Parkinson. 

As células senescentes, ou as chamadas células zumbis, impedem a regeneração à medida que se acumulam no corpo com o tempo.  

Assim, o estudo utilizou um método denominado Oxigenoterapia Hiperbárica no esforço de prevenir a deterioração dessas duas características do processo de envelhecimento. 

 

processo de envelhecimento humano
Imagem: Reprodução / Pexels

Cientistas revertem o processo de envelhecimento humano

No estudo, publicado na revista Aging, 35 adultos saudáveis ​​com 64 anos ou mais foram colocados em câmaras de oxigênio pressurizado em Israel e respiraram oxigênio puro por meio de uma máscara. 

As sessões tiveram duração de 90 minutos cada e ocorreram cinco dias por semana durante três meses.

A câmara pressurizada imita um estado de ‘hipóxia’, ou falta de oxigênio, permitindo que os tecidos dissolvam mais oxigênio, o que tem efeitos regenerativos bem conhecidos. 

Os resultados mostram que o teste permitiu que os telômeros voltassem a crescer em mais de 20%.  Enquanto suas células senescentes sofreram uma redução em até 37%.

Isso é o equivalente a como seus corpos estavam em um nível celular 25 anos antes, disseram os cientistas.  

Assim, esse estudo é o mais recente de uma série de testes que tentam compreender o processo anti-envelhecimento. Bem como aumentar a expectativa de vida, ao mesmo tempo que faz as pessoas se sentirem mais jovens. A premissa é que o envelhecimento pode ser curado como uma doença, afirmam os cientistas. 

Informar Erro
Fonte DayliMail

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes