Qual é o vulcão mais perigoso do mundo? Veja a lista

Cientistas dizem que o vulcão com maior atividade está localizado nos Estados Unidos. Você sabe onde?

Você sabe qual é o vulcão mais perigoso do mundo? Com recentes atividades do Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias, muitos têm se perguntado se ele é o mais ativo do planeta. No entanto, algumas regiões costumam registrar fenômenos muito maiores.

Dessa forma, o DCI lista alguns dos principais vulcões que têm as maiores atividades e, consequentemente, trazem perigo aos moradores próximos.

Qual é o vulcão mais perigoso do mundo?

O vulcão mais perigoso do mundo é o Kilauea. Ele está localizado no conjunto de ilhas que compõe o estado americano do Havaí. Além disso, ele é visitado anualmente por milhões de pessoas, já que os moradores locais desenvolveram o turismo por conta dele.

Na comparação com outros, ele é considerado um vulcão jovem. Cientistas apontam que ele tenha entre 300 mil a 600 mil anos. Classificação da agência de Pesquisa Geológica do Governo dos EUA (USGS, em inglês), definiu esse vulcão como o mais perigoso.

Ele possui erupções do tipo efusivas. Assim, a lava desliza de forma rápida e se espalha com facilidade. No entanto, ele é um vulcão do tipo escudo. Ou seja, ele não tem picos muito altos e é menor que outros vulcões.

Em 1983, o vulcão entrou em erupção e continua ativo até os dias atuais, variando entre momentos com mais intensidade e outros com menos erupções. Entretanto, o Parque Nacional do Kilauea já teve de ser fechado em alguns momentos para garantir segurança de turistas e moradores.

O Parque Nacional de Vulcões do Havaí, onde o Kilauea está localizado, já teve que ser fechado algumas vezes desde a sua criação para garantir a segurança dos turistas e moradores das proximidades do vulcão.

Em 2011, com aumento na quantidade de atividades registradas, a lava chegou a ser lançada a 20 metros de altura, além de ter havido abalos sísmicos. Dessa forma, estima-se que aconteceram mais de 150 tremores na ilha.

Em 2018, ele entrou em erupção e atingiu 26 casas. Em 2020, pequena atividade também aconteceu na região.

Vulcões mais perigosos na América Latina

No México, há o Paricutín. Era uma grande montanha no país latino-americano que, em 1943, fez com que moradores próximos sentissem a terra tremer e, durante incríveis 9 anos, 11 dias e 10 horas, ele esteve em atividade. Esse lugar foi tão afetado que as vilas de Paricutín e San Juan Paragaricutiro foram totalmente atingidas pelo vulcão.

Atividade vulcânica próximo a Paricutin, no México – Foto: Chavez Ruiz

Nos dias atuais, o Popo ou Don Goyo, a 70 quilômetros da Cidade do México, tem 5,4 mil metros de altura e é um dos vulcões mais ativos do país mexicano.

Na Colômbia, o Galeras é um dos vulcões mais ativos do país. Em 1993, entrou em erupção e matou um grupo de cientistas e turistas que estavam dentro dele. Durante os últimos anos, tem se mantido em atividade constante, mas com erupções pequenas, expelindo cinzas e fumaça ocasionalmente.

No mesmo país, o El Nevado del Ruiz, de 5,3 mil, fica localizado na zona cafeteira do país e provocou uma das piores tragédias naturais da história colombiana em 1985. Ele entrou em erupção e matou mais de 25 mil pessoas em Armero.

Por fim, vários vulcões existem no Equador, Chile e Peru. Contudo, eles não têm registros tão expressivos e letais quanto outros. Ainda assim, cientistas os monitoram diariamente.

Quais são os vulcões mais perigosos do mundo?

Entre alguns dos vulcões mais perigosos do mundo, há o Teide, nas Ilhas Canárias. No entanto, sua última erupção aconteceu em 1789. Ainda assim, há uma pequena atividade ao redor da formação rochosa que emite gases. Recentemente, em 19 de setembro de 2021, o Cumbre Vieja, que fica na mesma região, entrou em erupção. Assista:

Um dos mais perigosos do mundo, o Vulcão Taal fica entre ilhas das Filipinas. Desde meados de 1500, foram registradas 33 erupções. Acompanhado por pesquisadores, ele se tornou um ponto turístico no país. Há também o Sakurajima, no Japão, e o Merapi, na Indonésia.

O vulcão Eyjafjallajökull, na Islândia, tem mais de 1,6 mil metros de altitude. Situado em uma geleira, cientistas dizem que ele está em atividade há 8 mil anos. No entanto, de uma forma muito difícil de ser verificada. Sua última ação mais preocupante aconteceu em 2

Vulcões mais perigosos dos EUA

Países como os Estados Unidos têm muita atividade vulcânica. Somente os EUA respondem por pouco mais de 10% de todos vulcões ativos ou potencialmente ativos do mundo. A convergência de placas tectônicas, que ficam dentro da Terra, geram essa atividade.

Assim, conforme a placa que está embaixo do oceano é afundada em relação ao centro do planeta, as temperaturas e pressões sobem, fazendo com que a água escape. A presença de água reduz o ponto de derretimento das rochas localizadas acima, formando o magma. Se esse material derretido chega à superfície, um vulcão anteriormente inativo pode ganhar vida e entrar em erupção.

Especialistas estimam que exista 161 vulcões dignos de preocupação, principalmente na costa oeste do país, nos estados de Califórnia, Washington, Oregon e Alaska. Contudo, a costa oeste não é o único local do país com potencial para atividade vulcânica. Há também vulcões no Arizona, Colorado e Utah, estados mais ao centro.

Além disso, esses vários aspectos são vistos como os responsáveis pela formação das ilhas do Havaí.

Existe vulcão no Brasil?

O país brasileiro não tem registro de vulcões. Entretanto, estima-se que há cerca de 200 milhões de anos, havia as últimas atividades vulcânicas por aqui. Inclusive, o que é considerado o mais antigo do mundo, há cerca de 1,9 bilhão de anos, foi formado na região da Amazônia.

Região onde estima-se que o vulcão existia, onde hoje é o estado do Pará, há 1,9 bilhão de anos – Foto: Reprodução/Google Maps

Os últimos, inclusive, não aconteceram no continente, mas sim na área oceânica. Além disso, estima-se que tenha originado ilhas brasileiras que estão no oceano Atlântico, tais como Fernando de Noronha (PE).

Assim, a não existência de vulcões no Brasil deve-se ao fato de o nosso território encontrar-se em uma área continental das placas tectônicas. Ou seja, ele está mais afastado da zona de encontro entre uma placa e outra.

Por fim, vale lembrar que em Santos (SP) houve uma suspeita de um vulcão adormecido, em 1896. No entanto, foi verificado que eram apenas gases de um poço artesiano. Além disso, algo semelhante aconteceu em Caldas Novas (SP), em meados da década de 1970.

Mostrar comentários (1)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes